Cruzeiro

CRUZEIRO

Contratação do jovem uruguaio De Arrascaeta é a segunda mais cara da história do Cruzeiro

Valor investido pelo clube celeste só não é maior do que o da contratação de Dedé

postado em 21/01/2015 08:01 / atualizado em 21/01/2015 14:47

Arquivo/EM/D.APress

Destaque do futebol uruguaio, o armador de 20 anos De Arrascaeta chega ao Cruzeiro contratado como estrela. Para superar a concorrência do Internacional, o clube celeste pagou 4 milhões de euros para adquirir 50% dos direitos econômicos do jogador e ficar com ele em definitivo por cinco anos.

Essa é a segunda maior contratação da história do clube. Na cotação atual, os 4 milhões de euros equivalem a R$ 12,3 milhões, valor inferior aos R$ 14 milhões desembolsados pelo clube para comprar 45% dos direitos econômicos de Dedé.

O atacante Willian é o terceiro da lista. A Raposa desembolsou 3,5 milhões de euros para adquirir 100% dos direitos do atleta junto ao Metalist. O ídolo Juan Pablo Sorín agora é o quarto jogador mais caro do clube. Ele custou US$ 5,08 milhões, em 2000. Na época, esse valor equivalia a R$ 9,4 milhões.

Custo-benefício


O dinheiro investido nem sempre é recompensado dentro de campo. Maior investimento do Cruzeiro, o zagueiro Dedé já teve boas atuações pela Raposa, mas, com falhas em momentos cruciais, ainda não é unanimidade entre os torcedores. Em contrapartida, alguns dos jogadores que custaram caro acabaram entrando para a história do clube, caso do lateral-esquerdo argentino Sorín. Outros, além do retorno técnico em campo, ainda renderam aos cofres, como Montillo, que foi vendido ao Santos por 10 milhões de euros.

Em algumas ocasiões na sua história, o Cruzeiro contratou jogadores de renome aproveitando boas oportunidades. Alex, Edmundo, Rincón e Rivaldo, por exemplo, tinham o passe nas mãos e vieram de graça. Na temporada 2003, quando o clube conquistou a Tríplice Coroa, os investimentos foram modestos. As maiores aquisições foram o lateral-direito Maurinho (R$ 1,1 milhão), o zagueiro Edu Dracena (R$ 1,8 milhão), o volante Maldonado (R$ 2,2 milhões) e o meia Martinez (R$ 2,25 milhões).

As maiores contratações da história do Cruzeiro:

Dedé – 5,5 milhões de euros por 45% – R$ 14 milhões (2013)
De Arrascaeta – 4 milhões de euros por 50% – R$ 12,3 milhões (2015)
Willian – 3,5 milhões de euros por 100% – R$ 10,5 milhões (2014)
Sorín – US$ 5,08 milhões por 100% – R$ 9,4 milhões (2000)
Manoel – 2,4 milhões de euros por 40% - R$ 7,4 milhões (2014)
Dagoberto – R$ 7 milhões por 100% (2013)
Viveros – US$ 3,5 milhões por 50% – R$ 6,47 milhões (2000)
Montillo – US$ 3,5 milhões por 100% – R$ 6,2 milhões (2010)