Cruzeiro

CRUZEIRO

Presidente do Cruzeiro indica compra de Hudson no fim do ano: 'Não podemos deixar ele sair daqui'

Direção precisará desembolsar 1,5 milhão de euros para adquirir o volante

postado em 28/09/2017 16:20 / atualizado em 28/09/2017 16:33

Cristiane Mattos/Light Press/Cruzeiro
Decisivo na conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil, o volante Hudson é o único jogador do elenco do Cruzeiro que tem futuro incerto na próxima temporada. Para mantê-lo na Toca da Raposa II em 2018, a diretoria celeste precisará desembolsar 1,5 milhão de euros para adquirir 50% de seus direitos econômicos ao São Paulo. O clube tem preferência na compra até dezembro e deverá realizá-la, conforme antecipou ao Superesportes o presidente Gilvan de Pinho Tavares.  

“Vamos fazer de tudo para fazer essa aquisição. O Hudson se encaixou com futebol e em espírito no Cruzeiro. Ele é peça fundamental nesse time e vamos fazer de tudo para adquirir. Não podemos deixar o Hudson sair daqui”, disse Gilvan, que conquistou nessa quarta-feira seu terceiro troféu em âmbito nacional desde o início da gestão, em 2012. Nesta segunda-feira, o Conselho Deliberativo do clube definirá o sucessor do presidente em eleição no Barro Preto.

Hudson chegou ao Cruzeiro no início da temporada envolvido em troca com Neílton, que seguiu para o São Paulo. Enquanto em Belo Horizonte, o camisa 25 já disputou 35 jogos e marcou três gols, na capital paulista o atacante foi dispensado no fim do Estadual. Meses depois, foi negociado pela Raposa com o Vitória em definitivo.

Além de Hudson, Mano Menezes tem à disposição no elenco do Cruzeiro outros cinco volantes: os argentinos Ariel Cabral e Lucas Romero, o jovem Nonoca, recém-promovido das categorias de base, além de Henrique e Lucas Silva. A tendência é que o elenco profissional ainda receba outro reforço para a posição em 2018. Vander, jogador do Sub-20, deverá ser promovido pelo clube.

Tags: cruzeiro hudson mercadobola interiormg copadobrasil seriea