Cruzeiro

CRUZEIRO

Técnico Mano Menezes indica mudança no ataque para próximo jogo do Cruzeiro

Comandante cruzeirense analisou gol perdido por Barcos contra o Flamengo

postado em 30/08/2018 06:30 / atualizado em 30/08/2018 08:48

Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press

Mano Menezes indicou que o ataque do Cruzeiro terá ‘cara nova’ para enfrentar o Internacional no domingo, às 19h, no Mineirão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador deixou no ar a possibilidade de optar por Raniel ao comentar o gol perdido por Hernán Barcos no jogo contra o Flamengo, nessa quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. No lance, o argentino recebeu assistência de Robinho, aos 21min do primeiro tempo, porém chutou praticamente de tornozelo para fora, o que gerou lamentação por parte da maioria celeste no estádio.



“Naquele lance não. Não faltou nada. Só faltou o pé entrar certo para colocar a bola para dentro. A bola foi colocada certa na assistência do Robinho. Há coisas que não tem explicação, não adianta procurar. Muito menos para um goleador de grande porte como o Barcos. Mas há fases piores. Já vi centroavante tirando a bola do gol. Botou o pé na bola, que ia entrar, e aí a bola bateu no travessão e saiu. Essas coisas são inexplicáveis”.

Na conclusão da reposta, Mano foi mais claro em relação a como procederá com Barcos. Cobrado por parte da torcida, que prefere ver Raniel (autor de oito gols em 34 jogos no ano) entre os titulares, o Pirata terá um tempo para “respirar, sentar na cadeirinha de pensar e ver o que está fazendo de errado”.



“O que resta nessa hora? É dar tranquilidade ao jogador, trabalhar, treinar. O treinador tem que ter uma coerência nisso, não expor desnecessariamente em determinados momentos, tirar um pouquinho para respirar, sentar na cadeirinha de pensar e ver o que está fazendo de errado. A gente vai trabalhar com a transparência que sempre trabalhei com todos. O que vale para um, vale para todo mundo. E a gente tenta tomar decisões importantes, como hoje. Levei até o último momento para decidir quem iria iniciar. Uma decisão errada pode significar uma eliminação, então temos que ter coerência”,”.

Para a sorte do Cruzeiro, o gol perdido por Barcos não fez falta. Apesar da derrota no Mineirão por 1 a 0, o time celeste avançou às quartas de final da Copa Libertadores porque levou a melhor sobre o Flamengo no placar agregado: 2 a 1 (ganhou no Maracanã, por 2 a 0, em 8 de agosto). Contratado para suprir as ausências de Fred e Sassá, o gringo chegou ao 11º jogo pelo Cruzeiro com apenas uma bola na rede.



Edilson

Quem também pode reassumir a titularidade é o lateral-direito Edilson, que entrou no lugar de Lucas Romero aos 12min do segundo tempo do confronto desta quarta. O camisa 22 só não começou jogando porque havia acabado de se recuperar de edema na coxa direita. Sua partida anterior havia sido no dia 15 de agosto, pelas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Santos (vitória estrelada nos pênaltis por 3 a 0, no Mineirão).

“A escolha (por Lucas Romero) foi para manter um nível de coerência. Edilson não havia feito um minuto (em campo) desde o jogo contra o Santos, então certamente não teria condição de jogar os 90 minutos. Já levaríamos uma situação de ter uma substituição na lateral. E infelizmente tivemos que fazer (Romero saiu machucado). Mas o Edilson é o titular da posição”.

Dos 51 jogos realizados pelo Cruzeiro em 2018, Edilson atuou em menos da metade: 24. Mano espera que na reta final o camisa 22 possa estar em sua melhor forma, assim como Raniel. “Ele só precisa ter mais frequência para caracterizar isso bem. É um jogador importante, experiente, de muita qualidade. Quando ele está (em campo), a nossa bola sai mais qualificada dali de trás. Valeu a mesma coisa para Raniel. Ele voltou e jogou contra o Fluminense uma boa parte para ganhar ritmo. Agora vamos tocar para a frente pensando em novas situações”.



Outras substituições

Para domingo, o Cruzeiro poderá ter mais novidades além da lateral direita e do ataque. Mano adiantou que ouvirá profissionais da área de saúde do clube para definir quem terá condições de estar em campo contra o Inter, vice-líder do Brasileiro com 42 pontos.

“É necessário mesmo o elenco que temos. Felizmente temos quase todos à disposição. Sassá, para a próxima semana, já vai estar trabalhando com o grupo, fez uma boa recuperação. Fred um pouquinho mais adiante. Temos elenco para jogar em qualquer circunstância. Vou escolher quem estiver bem. Nosso próximo jogo é contra o Internacional, um adversário que está entre os três melhores do campeonato. Exige muita força física e competição forte para fazer valer a qualidade técnica dos jogadores. Quem tiver condições vai, quem precisar de mais cuidado, a gente tira. Teremos o cuidado para a equipe não se descaracterizar. Vamos tomar as decisões no domingo e tentar vencer em casa novamente”.

Tags: cruzeiroec libertadores2018 mano barcos