Cruzeiro

CRUZEIRO

Mudança em time do Emelec fez Cruzeiro ajustar estratégia para buscar vitória

Técnico Mano Menezes realizou alteração na parte defensiva da equipe

postado em 04/04/2019 07:00 / atualizado em 04/04/2019 09:14

<i>(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)</i>
A mudança na formação do Emelec fez o técnico Mano Menezes ajustar a estratégia da defesa do Cruzeiro no jogo de quarta-feira, no Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador), pela terceira rodada do Grupo B da Copa Libertadores. O time celeste ganhou por 1 a 0, gol do meia Rodriguinho, aos 31min do primeiro tempo, e disparou na liderança da chave, com nove pontos e 100% de aproveitamento.

O técnico do Emelec, Mariano Sosso, colocou alguns jogadores de velocidade na equipe, como os meia-atacantes Bryan Cabezas e Joel López. Os dois não haviam participado do empate por 0 a 0 com o Huracán, no dia 14 de março. Mano Menezes, então, decidiu utilizar Dodô na lateral esquerda da Raposa para reforçar a marcação na linha defensiva.

“Estudamos todos os adversários que vamos enfrentar, embora hoje, em termos de formação inicial, Emelec entrou com jogadores diferentes que utilizou em jogos anteriores. Defensivamente, isso criou uma necessidade de adaptação num primeiro momento. Defensivamente, o Cruzeiro é uma equipe bem postada, sabe se defender, mesmo quando é pressionado em determinados momentos, não muda sua característica. Hoje o adversário criou um pouco mais pelo lado direito, tendo um jogador canhoto que trazia a bola para dentro, com duas assistências, uma delas no gol que estava em impedimento. Mas sempre criou uma dificuldade maior que nos jogos anteriores”, avaliou o técnico cruzeirense.

“O Emelec produziu um pouco melhor e exigiu do Cruzeiro, que está preparado para suportar bem, com uma linha de quatro, com centrais jogando juntos há bastante tempo e com Edilson pela segunda temporada consecutiva. Hoje Dodô fez o jogo inicial no lugar de Egídio. Ganhamos um pouco em estatura, era importante, e um pouco mais de força física para suportar a força que o Emelec teria em sua casa. Acho que isso nos deu a vitória”, acrescentou.

As estatísticas disponibilizadas no site da Conmebol indicaram que o Emelec teve posse de bola ligeiramente superior à do Cruzeiro (51,2% a 48,8%), além de vantagem em finalizações: 12 a 7. Na parte individual, os destaques celestes na marcação foram o volante Lucas Romero, com quatro desarmes; o zagueiro Dedé, com seis intervenções na bola aérea; e o zagueiro Leo, com nove rebatidas. No ataque, Robinho acertou 43 passes, criou quatro chances e finalizou duas vezes.

Por causa da pressão dos equatorianos no segundo tempo, Mano Menezes fechou a defesa com a entrada do zagueiro Fabrício Bruno no lugar de Marquinhos Gabriel, aos 35min. Depois, Egídio substituiu Dodô. O Cruzeiro se posicionou numa espécie de 5-4-1, à espera de uma oportunidade para contra-atacar. Após recuperação de bola do time, aos 49min, Robinho dominou pelo lado direito e tocou quase na pequena área para Rafinha, que perdeu ótima chance de fazer 2 a 0 ao chutar a redonda por cima da meta do goleiro Dreer. Apesar desse erro, o placar agradou ao treinador.

“Enfrentamos um time de qualidade, mas estivemos bem postados. No primeiro tempo estávamos avançando com qualidade até a marcação do gol. A partir daí o jogo se torna mais dramático, o adversário pressiona mais, no segundo tempo adiantou os laterais, chegou a um momento em que colocou dois atacantes centrais, então tivemos que optar por três centrais (zagueiros) na última fase do jogo, assim como fizemos na Argentina, diante do Huracán. O mais importante é que nós soubemos nos comportar em cima de um grau alto de dificuldade e construir mais uma vitória, que para nós tem muito valor”.

O Cruzeiro agora se prepara para enfrentar o América, às 19h de sábado, no Mineirão, pela partida de volta da semifinal do Mineiro. No jogo de ida, o time celeste venceu por 3 a 2, com hat-trick do centroavante Fred. Na quarta, às 19h15, será a vez de encarar o Huracán, também no Gigante da Pampulha, pela quarta rodada do Grupo B da Libertadores. Para avançar às oitavas de final antecipadamente, basta à Raposa ganhar dos argentinos.

Tags: cruzeiro emelec libertadores2019 interiormg futnacional