Cruzeiro

CRUZEIRO

Sérgio Nonato se isenta de irregularidades no Cruzeiro, justifica salário alto e culpa oposição por crise institucional

Dirigente disse que apoia investigações do MP e das Polícias Civil e Federal

postado em 28/06/2019 13:35 / atualizado em 28/06/2019 15:41

<i>(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)</i>


Matéria atualizada às 15h30

Em meio à grave crise administrativa do Cruzeiro, o diretor-geral Sérgio Nonato se pronunciou nesta sexta-feira, na Rádio Itatiaia, para se defender das denúncias de irregularidades no clube apontadas pelo programa Fantástico, em 26 de maio, e por outros órgãos de imprensa. Serginho, como é conhecido, negou participação em ilicitudes e garantiu que ele e o presidente Wagner Pires de Sá apoiam as investigações do Ministério Público e das Polícias Civil e Federal.

“Tem que ser investigado mesmo. Não tenho nada a ver com isso. Tem que investigar e que os culpados paguem por isso (...) Eu, vou responder pelo Sérgio Nonato, eu tenho apoio incondicional a todas as investigações, porque a minha vida é limpa. (...) E quem, gente, se apurar, e tiver alguma irregularidade, que aquela pessoa pague. O Cruzeiro não vai, não vai deixar passar em branco. Isso aí toda diretoria. Tem que ser apurado mesmo. E a nossa Polícia Civil, nossa Polícia Federal, nosso Ministério, sabe trabalhar muito bem e trabalho investigativo da Polícia Civil, nossa polícia é a melhor do Brasil”, disse.

Ao ser indagado se o afastamento de toda a diretoria poderia ser benéfico neste momento para o Cruzeiro, de modo que a investigação corra sem impedimentos, Sérgio Nonato voltou a se isentar de irregularidades. “Eu não tenho nada a ver com isso. Agora, nós estamos voltando à Idade Média. Eles estão crucificando e tocando fogo nas pessoas em praça pública. Né? Tem que ter direito de defesa, tem que mostrar. E como falei: se alguém tiver alguma coisa com isso, foi instaurada a sindicância, a sindicância vai mostrar. Eles estão trabalhando. Todos os documentos que pediram estão lá. O presidente vai contratar, nós temos eleição do Conselho Fiscal, vai contratar uma assessoria para auditar tudo. Isso já está certo. Realmente, todo mundo tem direito de defesa. A mídia é muito rápida com isso, né? Eles crucificam e tocam fogo nas pessoas no meio da praça pública”.

Salários altos

Sérgio Nonato faz parte do grupo de dirigentes com os salários mais altos do Cruzeiro. Segundo apuração da TV Globo, o primeiro contrato dele no clube previa ordenado de R$ 60 mil por mês. O acordo não contava com bichos por premiação. Duas semanas após a assinatura, ele recebeu aumento. No primeiro aditivo, Serginho recebeu luvas de R$ 300 mil pagos em maio de 2018 e aumento salarial para R$ 75 mil a começar no mês de junho. No fim do ano, foi concedido a ele um novo aumento. O salário dele saltou para R$ 125 mil mensal. Ainda de acordo com a Globo, o dirigente ainda tinha direito a comissões por patrocínios fechados por seu intermédio.

Durante entrevista à Rádio Itatiaia, nesta sexta-feira, Sérgio Nonato justificou o alto salário: “Isso aí o nosso presidente já explicou, ele falou que o futebol corre muito dinheiro e os executivos dele, ele queria que ganhassem bem”.

Apesar de confirmar que o contrato firmado com o Cruzeiro prevê comissões para ele em caso de intermediação de patrocínios, Sérgio Nonato alegou que jamais as recebeu. “Nunca recebi uma comissão. Eu tenho direito no meu contrato, eu tive no contrato comissão no meu contrato e nunca recebi uma comissão no Cruzeiro”.

'Economizei para o Cruzeiro muitos milhões'

Em meio à grave crise financeira do Cruzeiro, Serginho negou incômodo com o fato de ter uma das maiores remunerações do clube. “No Cruzeiro, se eu levei R$ 50 milhões, R$ 100 milhões ao Cruzeiro Esporte Clube. Eu levei os patrocínios para o Cruzeiro e tudo dinheiro novo. (...) Eu cheguei  com diretor de comunicação e passei à diretoria geral do Cruzeiro Esporte Clube. E o Wagner Pires de Sá me concedeu o aumento exatamente por causa disso. Ele disse que os executivos dele teriam que ganhar bem. Se fosse uma agência, de 15% a 20% (de comissão), ela receberia de R$ 15 milhões a R$ 20 milhões. Eu, quem dera, não cheguei nem perto disso. Nós economizamos bem para o Cruzeiro. (...) Se você levou R$ 50 milhões através de uma agência, quanto que é um percentual de agência hoje? É por isso que eu economizei para o Cruzeiro muitos milhões”, argumentou.

Sérgio Nonato chegou a apontar o Cruzeiro como o clube com maior número de patrocínios no Brasil – não a maior receita do país. Segundo ele, o topo do ranking é fruto do seu trabalho. “Eu cheguei ao Cruzeiro como diretor de comunicação. Aí, eu trouxe negócios para o Cruzeiro, comecei a captação de negócios para o Cruzeiro. O meu presidente Wagner Pires de Sá, disse, pô, você não pode ficar na comunicação, você tem que vir, aí passei para a parte administrativa, na captação de negócios, e com o comercial embaixo da gente. O Cruzeiro é o clube que tem mais patrocínios no Brasil. Eu e a nossa equipe do comercial que buscamos todos. Todos! O que tem mais perto é o Corinthians, que é o segundo, tem 11. O Atlético tem 10, o Vasco tem 10. (...) Tem um mês que todo mundo está tentando se defender desses ataques de todos os lados, mas o Cruzeiro não parou não”.

Erro assumido e culpa da oposição

Embora o vice-presidente de futebol Itair Machado tenha dito, em entrevista coletiva, que não viu problema em envolver o Estevão Willian, de 12 anos, como garantia do empréstimo de R$ 2 milhões contraído com o empresário Cristiano Richard, em março de 2018, Serginho adotou outro discurso. “O Cruzeiro admite que errou e o Cruzeiro já consertou o erro. Admite sim, não deveria ter colocado ali. Apesar de que, eu não faço parte do futebol, faço parte da administração, mas o Cruzeiro admite que errou”.

Como forma de quitação do débito com Cristiano Richard, o clube, segundo inquérito da Polícia Civil, incluiu parte dos direitos de jogadores do profissional, como David (20%), Raniel (5%), Murilo (7%), Cacá (20%), e de outros que passaram pela base e foram negociados, casos de Gabriel Brazão (20%) e Vitinho (20%). O Cruzeiro ainda inseriu participação em futura venda do promissor Estevão William, de apenas 12 anos, que, pelas leis trabalhistas, só poderá assinar vínculo laboral a partir dos 16.

Por fim, o diretor-geral acusou a oposição de ser a causadora da atual crise institucional do clube. “Tudo isso é por causa da oposição. A oposição que nós temos hoje, que não aceitaram (sic) o resultado das urnas, né? Mas, sou democrático, acho justo a oposição, tem que ter, é saudável. Não está sendo saudável nesse momento”.

Leia, a seguir, trechos da entrevista de Sérgio Nonato à Rádio Itatiaia:

Investigação do Ministério Público

“Eu, vou responder pelo Sérgio Nonato, eu tenho apoio incondicional a todas as investigações, porque a minha vida é limpa”.

Clube na mira das Polícias Civil e Federal

“Apoio incondicional, tem que ser investigado. Isso eu estou falando pelo Serginho. E quem, gente, se apurar, e tiver alguma irregularidade, que aquela pessoa pague. O Cruzeiro não vai, não vai deixar passar em branco. Isso aí toda diretoria. Tem que ser apurado mesmo. E a nossa Polícia Civil, nossa Polícia Federal, nosso Ministério, sabe trabalhar muito bem e trabalho investigativo da Polícia Civil, nossa polícia é a melhor do Brasil”.

Culpa da oposição

“Tudo isso é por causa da oposição. A oposição que nós temos hoje, que não aceitaram (sic) o resultado das urnas, né? Mas, sou democrático, acho justo a oposição, tem que ter, é saudável. Não está sendo saudável nesse momento. Não aceitaram o resultado das urnas. Mas aqui, tem gente boa do outro lado também. Gente boa do nosso lado também. isso é importante, porque o Cruzeiro tem que preparar novos dirigentes, novos presidentes. Nós estamos lá, nós não somos não, isso é passageiro na vida. O Cruzeiro não fez isso, não tinha preparado um presidente. Dr. Gilvan não preparou um presidente. O Wagner ganhou e o Wagner queria preparar. Eu nem sei se o Wagner quer reeleição mais. Ele queria reeleição no começo, para dar um tempo de seis anos para preparar. Depois dessas...de ele estar sendo tão crucificado, não sei."

Nova política de cargos e salários

“Os conselheiros que são remunerados hoje, só ficaram os diretores. Todos (conselheiros) já encerraram seus contratos. Só a diretoria que ficou com contrato repactuado. O presidente está fazendo uma economia muito grande, Toca I, Toca  II. Isso já estava, viu gente, já estava programado...não é porque aconteceram essas coisas não. Já estava programado e o presidente está repactuando os salários sim. Gente, a gente tem um prazer muito grande de trabalhar no Cruzeiro, porque o Wagner dá apoio mesmo. Hoje ele chega 8h e sai 21h. Às vezes, há males que trazem para bem. Nós estamos trabalhando muito mais para mostrar resultados (risos)”.

Possibilidade de afastamento da diretoria

“Eu não tenho nada a ver com isso. Agora, nós estamos voltando à Idade Média. Eles estão crucificando e tocando fogo nas pessoas em praça pública. Né? Tem que ter direito de defesa, tem que mostrar. E como falei: se alguém tiver alguma coisa com isso, foi instaurada a sindicância, a sindicância vai mostrar. Eles estão trabalhando. Todos os documentos que pediram estão lá. O presidente vai contratar, nós temos eleição do Conselho Fiscal, vai contratar uma assessoria para auditar tudo. Isso já está certo. Realmente, todo mundo tem direito de defesa. A mídia é muito rápida com isso, né? Eles crucificam e tocam fogo nas pessoas no meio da praça pública”.

Auditoria da BDO

“A BDO apareceu, foi contratada para apurar as contas de 2017. Ela deu o parecer dela de 2017 e 2018 também. Só que tem a Oliveira (outra auditoria), se não me engano é Oliveira, ela está no clube há mais de 20 anos. Elas fazem em conjunto. A BDO também apurou. E a BDO foi contra, como vou dizer...a BDO colocou alguns pontos e junto com a Oliveira eles aprovaram todas as contas, né? Aprovaram não, né? Eles fizeram auditoria nas contas e deram o seu parecer".

Captação de negócios

“O meu desempenho dentro do Cruzeiro. Eu cheguei ao Cruzeiro como diretor de comunicação. Aí, eu trouxe negócios para o Cruzeiro, comecei a captação de negócios para o Cruzeiro. O meu presidente Wagner Pires de Sá, disse, pô, você não pode ficar na comunicação, você tem que vir, aí passei para a parte administrativa, na captação de negócios, e com o comercial embaixo da gente. O Cruzeiro é o clube que tem mais patrocínios no Brasil. Eu e a nossa equipe do comercial que buscamos todos. Todos! O que tem mais perto é o Corinthians, que é o segundo, tem 11. O Atlético tem 10, o Vasco tem 10. O Miguel Corrêa está com a sua empresa dentro do Cruzeiro, fazendo uma reestruturação financeira, que é muito importante vocês ficarem sabendo. O Cruzeiro não parou. O Cruzeiro continua. Tem um mês que todo mundo está tentando se defender desses ataques de todos os lados, mas o Cruzeiro não parou não”.

Salário alto

“Isso aí o nosso presidente já explicou, ele falou que o futebol corre muito dinheiro e os executivos dele, ele queria que ganhassem bem. Mas aí vou falar em meu nome. No Cruzeiro, se eu levei R$ 50 milhões, R$ 100 milhões ao Cruzeiro Esporte Clube. Eu levei os patrocíncios para o Cruzeiro e tudo dinheiro novo. Multimarcas Consórcios, nunca tinha estado no futebol. Fui lá no meu amigo, e ele é atleticanos, e consegui levar para o Cruzeiro. Fiz um contrato de dois anos. Qualquer um, não só isso, vários e vários outros, Camponesa, Energea, o Cruzeiro hoje tem várias ações sendo feitas. Na semana que vem, no mais tardar na outra, nós iremos anunciar cinco patrocinadores. Um trabalho de reestruturação financeira e recursos para o clube. É só deixar a gente trabalhar”.

Aumentos sucessivos de salário

“Aumentos não. Eu cheguei  com diretor de comunicação e passei à diretoria geral do Cruzeiro Esporte Clube. E o Wagner Pires de Sá me concedeu o aumento exatamente por causa disso. Ele disse que os executivos dele teriam que ganhar bem. Se fosse uma agência, de 15% a 20%, ela receberia de R$ 15 milhões a R$ 20 milhões. Eu, quem dera, não cheguei nem perto disso. Nós economizamos bem para o Cruzeiro".

Economia de milhões

“Se você levou R$ 50 milhões através de uma agência, quanto que é um percentual de agência hoje? É por isso que eu economizei para o Cruzeiro muitos milhões. Nós economizamos o ano passado R$ 8,4 milhões que foram gastos a mais no ano de 2017."

Comissão

"Nunca recebi uma comissão. Eu tenho direito no meu contrato, eu tive no contrato comissão no meu contrato e nunca recebi uma comissão no Cruzeiro".

Criança como garantia

“O Cruzeiro admite que errou e o Cruzeiro já consertou o erro. Admite sim, não deveria ter colocado ali. Apesar de que, eu não faço parte do futebol, faço parte da administração, mas o Cruzeiro admite que errou”.

Tags: seriea futnacional interiormg cruzeiroec