Cruzeiro

CRUZEIRO

Interino diz que Rogério Ceni encontrará grupo do Cruzeiro mordido e pronto para reação

Ricardo Resende analisou como está o elenco durante o mau momento na temporada e apontou os pontos fortes que podem ajudar o novo comandante celeste

postado em 12/08/2019 07:00

<i>(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)</i>
Rogério Ceni desembarca em Belo Horizonte nesta segunda-feira e, a partir de terça, já começa os trabalhos com o elenco celeste na Toca da Raposa II. O treinador chega para substituir Mano Menezes e tem missão complicada à frente do clube. Entretanto, mesmo com o momento delicado na temporada, o técnico tem boas chances de êxito. Essa é a impressão passada pelo interino Ricardo Resende, que comandou o Cruzeiro no empate em 2 a 2 com o Avaí, nesse domingo, e apontou um grupomordido’ e ‘com vontade de sair dessa situação’ em que se encontra.

O treinador do time Sub-20 do Cruzeiro teve a sexta e o sábado de trabalhos no CT celeste antes do duelo em Santa Catarina e analisou como está o grupo de jogadores após a eliminação na Copa Libertadores e enquanto luta para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro - o time não vence a 11 rodadas na Série A.  Resende disse o que Ceni irá encontrar no elenco e apontou as características que podem ser pontos-chave para a rápida sintonia com os atletas.

“O Rogério Ceni é um grande treinador e tenho certeza de que fará um grande trabalho. Ele vai pegar um grupo que está mordido e com vontade de sair dessa situação. Vamos passar as informações para ele e abraçar ele da melhor maneira possível. Ele vai encontrar tanto atletas experientes quanto jovens também, como o Maurício, o Ederson, o Popó. É um grupo que está muito mobilizado para essa situação, vai receber ele de braços abertos e torcemos para ele fazer um grande trabalho. Todo o staff do Cruzeiro vai dar o suporte que ele precisa para que possamos alavancar o Cruzeiro no restante da temporada”, indicou.

Resende afirmou ter visto a recuperação rápida de foco no grupo após a derrota para o Internacional, na última quarta-feira, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil, no Mineirão. O treinador citou as lideranças positivas entre os jogadores, ressaltando que a relação entre eles pode ser um diferencial para o retorno em busca do título na competição. A volta está marcada para o dia 4 de setembro. Dessa forma, Rogério Ceni terá um bom tempo para reorganizar o time até a decisão, no Beira-Rio.

“Senti um grupo muito motivado e mobilizado, acreditando que eles têm condições de sair dessa situação. Claro que na quinta-feira, logo após a derrota para o Inter, a própria saída do Mano Menezes, que muitos criaram um vínculo, um treinador que tem uma história muito bonita no clube. Então era normal na quinta eles estarem um pouco abatidos, mas na sexta-feira voltaram motivados para o treino. Criamos algumas movimentações para eles poderem melhorar o jogo ofensivo. É um grupo que sabe da capacidade. Se cobram bastante, com respeito. O Henrique, o Dedé, o Leo, o Fábio. Eles têm uma relação muito boa entre eles e sabem das capacidades uns dos outros. O torcedor cruzeirense pode ficar tranquilo que o time vai conquistar coisas grandes, sair da zona de rebaixamento e sonhar ainda com o título da Copa do Brasil. Eles têm potencial para isso”, enfatizou.

Nesta segunda-feira, Rogério Ceni chega a Belo Horizonte para assinar contrato e tomar suas primeiras providências à frente do grupo. O primeiro treino com os atletas em campo será na terça. Antes de pensar em Copa do Brasil, a missão mais urgente é voltar a vencer e deixar a situação incômoda na Série A. A estreia do novo comandante será no domingo, às 16h, no Mineirão, contra o Santos, líder do Brasileiro.

Tags: ricardo resende rogério ceni interiormg futnacional jogadores toca interino cruzeiro