Cruzeiro

CRUZEIRO

Pedro Lourenço deixa cargo no Conselho Gestor e não é mais vice-presidente de futebol do Cruzeiro

Empresário comunicou saída em reunião com Núcleo Dirigente Transitório, mas prometeu não abandonar o clube: 'Vou ajudar no que for preciso'

postado em 09/01/2020 09:47 / atualizado em 09/01/2020 14:39

(Foto: Reprodução)

Pedro Lourenço deixou a vice-presidência de futebol do Cruzeiro. Em reunião de cerca de duas horas com membros do Núcleo Dirigente Transitório, nesta quinta-feira, na Sede Administrativa do clube, no Barro Preto, o empresário comunicou a saída do Conselho Gestor. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal O Tempo e confirmada pelo Superesportes

A reunião na Sede Administrativa do Cruzeiro começou por volta de 7h40 desta quinta. Estiveram no encontro com Pedro Lourenço o presidente interino do clube, Dalai Rocha, o presidente do Núcleo Dirigente Transitório, Saulo Fróes, e o diretor geral André Argolo. 

Em entrevista à Rede Globo, Pedro Lourenço pediu desculpas aos torcedores e prometeu não abandonar o clube. “Quero pedir desculpas à torcida por esse momento tão difícil que nós vivemos. Estou com a torcida, não vou abandonar o Cruzeiro, não vou tirar patrocínio. Vou ajudar no que for preciso, mas não como gestor”, declarou.

Adiante, em comunicado oficial, o ex-dirigente discordou práticas administrativas no clube. “Venho a público anunciar minha saída do núcleo gestor do Cruzeiro Esporte Clube. Como torcedor e empresário, afirmo que jamais me isentarei de ajudar o time, contudo não compactuo com tamanhas incoerências na gestão, no estatuto, nos salários absurdos, entre outras situações, que promovem um ambiente hostil, e desfavorece as mudanças emergenciais necessárias. Como de amplo conhecimento, a situação financeira do Cruzeiro está totalmente comprometida. Falhas em gestões anteriores nos fizeram vivenciar o pior momento da nossa história: o rebaixamento”. 

Dono da rede Supermercados BH, Pedro Lourenço foi parceiro do Cruzeiro em contratações de jogadores, como na aquisição de 50% dos direitos econômicos do lateral-direito Orejuela ao Ajax, por cerca de R$ 6 milhões, no fim do ano passado. O empresário também ajudou o clube financeiramente em várias oportunidades, com o patrocínio do Supermercados BH nos uniformes da equipe. A empresa, inclusive, é atual patrocinadora máster na camisa do time.  

A saída de Pedro Lourenço do Conselho Gestor ocorre quatro dias depois do desligamento de Vittorio Medioli da função de CEO do Cruzeiro. Como também é prefeito de Betim, ele alegou que a lei e o estatuto do clube o impediriam de conciliar as funções. O agora ex-dirigente ficou na administração do Cruzeiro por duas semanas, depois da renúncia do então presidente Wagner Pires de Sá

Leia o comunicado oficial de Pedro Lourenço


Venho a público anunciar minha saída do núcleo gestor do Cruzeiro Esporte Clube. Como torcedor e empresário, afirmo que jamais me isentarei de ajudar o time, contudo não compactuo com tamanhas incoerências na gestão, no estatuto, nos salários absurdos, entre outras situações, que promovem um ambiente hostil, e desfavorece as mudanças emergenciais necessárias. Como de amplo conhecimento, a situação financeira do Cruzeiro está totalmente comprometida. Falhas em gestões anteriores nos fizeram vivenciar o pior momento da nossa história: o rebaixamento. 

Assim, reforçando meu respeito a torcida e à paixão que tenho pelo clube, deixo claro que continuarei empenhando esforços no apoio ao nosso Cruzeiro. Reconheço que a reversão desse quadro não será tarefa fácil, o que exigirá extrema união de todos para alcançarmos um objetivo comum.

Agradeço o apoio e a confiança da torcida, bem como ao Saulo, presidente do Núcleo Transitório, e aos seus demais componentes.

Pedro Lourenço de Oliveira

Tags: cruzeiro serieb interiormg pedro lourenço