Cruzeiro
1

CRUZEIRO

David consegue liminar na Justiça que rescinde contrato com o Cruzeiro

Clube ainda pode recorrer; há uma audiência marcada para fevereiro

postado em 23/01/2020 21:34 / atualizado em 23/01/2020 22:11

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)

A Justiça do Trabalho concedeu uma liminar ao atacante David que rescinde o seu contrato com o Cruzeiro. Com isso, o jogador pode procurar um novo clube. A Raposa trabalha para cassar essa decisão e restabelecer o vínculo com o atleta.

Há uma audiência marcada entre o clube e o atacante para fevereiro. “O David acabou ganhando, ainda de maneira liminar, a sua liberação para assinar com quem ele queira. É uma liminar. A audiência está marcada para fevereiro”, disse o diretor de futebol do Cruzeiro, Ocimar Bolincenho, em entrevista à Rádio 98FM.

Ocimar acredita que David pode encontrar outro clube mesmo com essa pendência jurídica que deve se arrastar por algum tempo.

“Se a gente pudesse pôr a mão no fogo pelo futebol brasileiro, só dirigentes sérios, a gente diria que nenhum dirigente pegaria ele (David) numa situação dessas, mas infelizmente vão existir casos que vão aceitar essa pendência jurídica e podem até dar andamento nisso”, frisou.

David entrou na Justiça em razão de atrasos de salários, férias e FGTS.

Em janeiro, André Cury, empresário do jogador, propôs rescisão amigável do contrato de David, que, em troca, retiraria o processo judicial. O agente ofertou o pagamento de R$ 6 milhões por 35% dos direitos econômicos do camisa 11 – esse valor é uma dívida que o Cruzeiro tem com o agente. A Raposa não aceitou os moldes do negócio. 

David, de 24 anos, foi contratado pelo Cruzeiro ao Vitória em janeiro de 2018, por R$ 10 milhões. Na ocasião, o banco BMG auxiliou na compra de 70% dos direitos econômicos (divididos em partes iguais de 35% entre o clube celeste e o Coimbra). Foram raros os bons momentos do atacante, que marcou apenas quatro gols em 72 jogos.

Tags: raposa david mercado serieb cruzeiroec