Cruzeiro

COPA DO BRASIL

Cota da Copa do Brasil dá sobrevida a rival do Cruzeiro em futebol de investimento escasso em Roraima

São Raimundo monta elenco graças à premiação pela participação no torneio nacional e tenta façanha para garantir recursos na Série D

postado em 12/02/2020 08:54 / atualizado em 12/02/2020 18:56

(Foto: Hélio Garcias/São Raimundo/Divulgação)
Sonho de consumo dos clubes grandes por causa da gorda premiação de R$ 72,8 milhões, a Copa do Brasil também faz a festa de pequenas equipes espalhadas pelo país. Adversário do Cruzeiro nesta quinta-feira, o São Raimundo-RR receberá R$ 540 mil de participação na primeira fase, quantia suficiente para bancar a folha salarial por seis meses.

É justamente a arrecadação do torneio mais democrático do Brasil que garante ao Mundão, como é apelidado o tetracampeão consecutivo de Roraima, a possibilidade de fazer futebol profissional. Ainda assim, segundo o presidente Sérgio Carvalho, as dificuldades são grandes, sobretudo em razão dos investimentos escassos no esporte da região.

“A montagem do elenco é feita contando com a cota de participação da Copa do Brasil. É difícil você não ter patrocínio e outros meios de conseguir verba para montar um elenco. É através da cota de participação que conseguimos montar o elenco”, afirmou, em entrevista ao Superesportes.

“Temos uma folha salarial de atletas e comissão de aproximadamente R$ 90 mil. Sabemos que é pouco, mas para a nossa região de Roraima é um custo alto. Infelizmente nós, da Região Norte, ficamos dependendo das pessoas e dos empresários que pouco investem aqui no esporte”, complementou o dirigente.

Além da Copa do Brasil, o São Raimundo jogará o Campeonato Roraimense, que terá apenas cinco clubes, e a Série D do Brasileiro. Logo, uma façanha em cima do Cruzeiro garantiria ao ‘Pássaro Azul’ mais R$ 650 mil (totalizando R$ 1,19 milhão).

“Estamos na luta há muito tempo, melhorando a cada dia que passa. Estamos crescendo. E nossa expectativa é ganhar do Cruzeiro, né?! Seria uma honra. Se ganharmos, vem outra cota de participação que vai nos ajudar a manter o elenco para a Série D, além de contratar outros atletas”, comentou Sérgio Carvalho.

(Foto: Hélio Garcias/São Raimundo/Divulgação)

Das equipes profissionais de Roraima, apenas o São Raimundo possui centro de treinamento próprio. De acordo com o presidente, a estrutura precisa ser melhorada, mas atende às necessidades do grupo de jogadores.

“Temos um campo grande treino, um society, um alojamento com capacidade para 20 atletas, dois apartamentos separados para o feminino, duas piscinas - uma para adultos e outra para crianças. Falta fazer muitas coisas ainda, que só conseguiremos com dinheiro. Mas o único clube que tem essa estrutura é o nosso”.

O duelo contra o Cruzeiro é o primeiro de caráter oficial do São Raimundo em 2020. Até então, o time treinado por Chiquinho Viana fez dois jogos-treinos contra adversários amadores: Sport Jovem, da cidade de São Luiz-RR (vitória por 3 a 0), e Alto Alegre (vitória por 8 a 0).

Entre os principais nomes do elenco estão o meia-atacante Marcos Felipe, que marcou três gols em oito jogos na Série D de 2019 (o time foi eliminado na segunda fase), e o centroavante Stanley, de 40 anos, cinco vezes artilheiro do estadual de Roraima - seis gols em 2001, 13 em 2003, 9 em 2007, 9 em 2012 e 6 em 2013.

Cruzeiro e São Raimundo medem forças nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Canarinho, em Boa Vista. Por estar à frente no ranking da CBF (4º, enquanto os roraimenses aparecem em 88º), o time mineiro se classifica em caso de empate. Quem avançar pega o Boa Esporte na segunda fase da Copa do Brasil.

Jogadores do São Raimundo


Goleiros: Marcão e Eder Henrique

Laterais: André Arruda, Alexsandro, Maia, Wellington Boi

Zagueiros: Vicente, Alan Caruaru e Veracruz

Meio-campistas: Ygor, Nilsão, Gerson Belão, Juca, Matheus Reis, Benício 'Poroca', Dudé e Juninho

Atacantes: Stanley, Igor Felipe, Klebinho, Matheus Tomaz, Marcos Felipe e Ribinha

Tags: cruzeiro serieb copadobrasil interiormg sao raimundo