Cruzeiro

COPA DO BRASIL

Dono de seis títulos na Copa do Brasil, Cruzeiro busca vaga para faturar alto e impedir façanha do CRB

Equipes duelam pela terceira fase nesta quarta-feira, às 21h30, no Mineirão

postado em 10/03/2020 07:00 / atualizado em 09/03/2020 21:54

(Foto: Douglas Magno/Light Press/Cruzeiro)
Se o grande objetivo do Cruzeiro em 2020 é o acesso da Série B para a A, na Copa do Brasil a ordem é ir até onde puder, de modo que a premiação atenda às necessidades financeiras do clube. Apesar de hoje não integrar o grupo dos favoritos, o time celeste carrega o status de maior campeão, com seis títulos, e certamente detém o respeito dos demais participantes. O Mineirão receberá na quarta-feira, às 21h30, o duelo de ida da terceira fase, contra do CRB de Alagoas. A partida de volta acontece uma semana depois (18/3), às 19h15, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Além dos troféus de 1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018, o Cruzeiro foi duas vezes vice-campeão, em 1998 e 2014, e em outras três eliminado nas semifinais: 2005, 2016 e 2019. Em 164 partidas pela competição, ganhou 82, empatou 46 e perdeu 36, com 309 gols marcados e 162 sofridos. 

Por sua vez, o CRB conseguiu chegar à terceira fase em duas oportunidades. Em 2018, passou por União Rondonópolis-MT e Novo Hamburgo-RS, mas caiu para o São Paulo. Em 2019, superou Brasiliense e Goiás, dando adeus na sequência diante do Bahia. Nas demais disputas, despediu-se na primeira ou segunda etapa (uma justamente contra o Cruzeiro, em 2006).

Assim, o time treinado por Adilson Batista tem a missão de evitar que o CRB quebre o próprio recorde na Copa do Brasil, além de assegurar premiação de R$ 2 milhões - paga a cada participante da quarta fase. A Raposa já garantiu até aqui R$ 3,9 milhões brutos, o suficiente para quitar mais de uma folha e meia de salários, estimada em R$ 2,2 milhões mensais.

Nas duas primeiras fases, o Cruzeiro eliminou São Raimundo-RR e Boa Esporte. O goleiro Fábio foi destaque no confronto mais recente, ao defender uma cobrança na disputa por pênaltis e ajudar a equipe a vencer por 6 a 5 (empate por 1 a 1 no tempo normal). Na terceira etapa, ele ressaltou a importância de construir um bom resultado no duelo de ida.

“A cada jogo queremos minimizar os erros para que a gente possa, dentro desse processo de reconstrução, ter cada vez mais uma equipe consistente e apta a disputar as partidas de maneira equilibrada. Na terceira fase, temos a possibilidade de iniciarmos em casa, que será de grande importância a presença do nosso torcedor. Esperamos que ele compareça ao estádio e nos incentive durante todo o jogo”.

Campeão da Copa do Brasil em três oportunidades - reserva em 2000 e titular em 2017 e 2018 -, Fábio reforçou a tese de que o foco do Cruzeiro no ano é a Série B, porém considerou os embates pela Copa do Brasil como testes importantes para dar corpo ao time.

“Estamos aprendendo, sofrendo e também estamos tendo alegrias. E será desta forma até começar o Campeonato Brasileiro, que é o nosso foco principal. Vamos aprendendo dentro das partidas difíceis, mas acho que o time vem numa crescente, conquistando resultados e, quando não conquista, faz jogos que passam confiança”.

Caso elimine o CRB, o Cruzeiro conhecerá o adversário da quarta fase por meio de sorteio. Em seguida, cinco clubes se juntarão a 11 previamente classificados às oitavas de final - Flamengo, Athletico-PR, Palmeiras, Santos, São Paulo, Corinthians, Internacional e Grêmio (representantes do Brasil na Libertadores); Bragantino (campeão da Série B), Fortaleza (campeão da Copa do Nordeste) e Cuiabá (campeão da Copa Verde).

Se o vencedor da Copa do Brasil for oriundo da primeira fase - como é o caso do Cruzeiro -, a premiação acumulada será de R$ 72,8 milhões. Para um clube que entrar diretamente nas oitavas de final, as cifras giram em torno de R$ 66,9 milhões.

Cruzeiro na Copa do Brasil

1989 - oitavas de final
1990 - primeira fase
1991 - oitavas de final
1992 - não participou
1993 - campeão
1994 - não participou
1995 - quartas de final
1996 - campeão
1997 - segunda fase
1998 - vice-campeão
1999 - segunda fase
2000 - campeão
2001 - não participou
2002 - oitavas de final
2003 - campeão
2004 - não participou
2005 - semifinal
2006 - quartas de final
2007 - oitavas de final
2008 - não participou
2009 - não participou
2010 - não participou
2011 - não participou
2012 - oitavas de final
2013 - oitavas de final
2014 - vice-campeão
2015 - oitavas de final
2016 - semifinal
2017 - campeão
2018 - campeão
2019 - semifinal

CRB na Copa do Brasil

1989 - não participou
1990 - não participou
1991 - não participou
1992 - não participou
1993 - primeira fase
1994 - primeira fase
1995 - não participou
1996 - primeira fase
1997 - não participou
1998 - não participou
1999 - primeira fase
2000 - primeira fase
2001 - não participou
2002 - não participou
2003 - primeira fase
2004 - primeira fase
2005 - não participou
2006 - segunda fase
2007 - não participou
2008 - não participou
2009 - não participou
2010 - não participou
2011 - não participou
2012 - não participou
2013 - segunda fase
2014 - segunda fase
2015 - segunda fase
2016 - segunda fase
2017 - primeira fase
2018 - terceira fase
2019 - terceira fase

Tags: goleiro Cruzeiro serieb copadobrasil interiormg futnacional Fábio