Cruzeiro

CRUZEIRO

Derrotado na eleição, Granata cobra coerência no Cruzeiro e alerta: 'Não se iludam com promessas'

Candidato batido na votação avisa que exigirá fiscalização

postado em 21/05/2020 20:29 / atualizado em 21/05/2020 20:41

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/DAPress)
Derrotado na votação que elegeu Sérgio Santos Rodrigues como presidente do Cruzeiro até o fim deste ano, Ronaldo Granata se manifestou por meio de nota oficial, na noite desta quinta-feira. O candidato da chapa ‘Cruzeiro Primeiro’ teve 74 votos favoráveis, contra 269 do adversário, que concorreu pela chapa Centenário. Houve ainda sete votos em branco e um nulo.

Ronaldo Granata demonstrou serenidade na nota oficial, disse que torce por dias melhores no Cruzeiro, em crise por causa de dívida milionária, mas alertou que o novo presidente terá muito trabalho para recolocar o clube no rumo. O candidato derrotado exigiu coerência da futura administração e pediu aos torcedores que encarem a realidade e não se deixem levar por 'grandes promessas'. 



“Torço para a recuperação do meu time, torço para voltarmos ao lugar de onde nunca, nunca deveríamos ter saído. Mas, caro torcedor, nossa situação não é fácil. Não se iludam com grandes promessas, com grandes possíveis feitorias. Pé no chão”, divulgou. Ele garantiu que não fará oposição ferrenha ao novo presidente, mas deixou uma dúvida sobre transparência e cobrou ampla fiscalização do Conselho Deliberativo. 

“Desejo que a fiscalização, por parte de vocês, não seja colocada na gaveta. Espero, embora não acredito, que esta gestão seja de coerência e que cumpra seus compromissos e seu discurso, pois não os deixarei morrer. Não serei contra, estarei à disposição para somar, mas não me acuarei. Por quem quer que seja, por quem quer que esteja com a caneta na mão”, declarou.



Confira o comunicado de Ronaldo Granata

Somos mais de 9 milhões e eu faço parte desta nação desde antes que nasci, tenho o Cruzeiro no meu sangue, no meu DNA. Torço para a recuperação do meu time, torço para voltarmos ao lugar de onde nunca, nunca deveríamos ter saído.

Mas, caro torcedor, nossa situação não é fácil. Não se iludam com grandes promessas, com grandes possíveis feitorias. Pé no chão.
Desejo que a fiscalização, por parte de vocês, não seja colocada na gaveta. Espero, embora não acredito, que esta gestão seja de coerência e que cumpra seus compromissos e seu discurso, pois não os deixarei morrer... Tenho tudo anotado, gravado e arquivado. Honrarei meu título de conselheiro e meu coração de cruzeirense.

Hoje, eu sou a vistoria que mais atuará dentro do Cruzeiro. Não serei contra, estarei à disposição para somar, mas não me acuarei. Por quem quer que seja, por quem quer que esteja com a caneta na mão.

Espero que a velha política, que o candidato escolhido tanto fez questão de carregar nos ombros, não retorne ao nosso Cruzeiro. Não esqueçam dos ex-presidentes que deixaram de herança essa dívida que tanto nos tira o sono, dos cabos eleitorais que usam o nome “família” para se legitimar e comprarem votos.

Embora, o candidato escolhido não tenha tido colhão para assumir seu staff.

Precisamos reconstruir por inteiro, não se iludam com o discurso ensaiado.

Não venci, mas estou mais forte.

Faço parte da torcida que tem uma vontade enorme de lutar por sua importância e força, dentro do Cruzeiro. O Cruzeiro é nosso, e não de poderes que sobem pela cabeça. É hora, ou melhor, passou da hora de democratizar.

Tudo que hoje aconteceu, eu já havia denunciado em minhas entrevistas. Mas volto a dizer, não se esqueçam dos nomes e dos fatos que nos colocaram nessa situação inadmissível.

Até outubro,

Ronaldo Granata

Tags: cruzeiro presidente eleição candidato conselho interiormg sérgio rodrigues ronaldo granata