Cruzeiro

CRUZEIRO

Joel aciona o Cruzeiro na Justiça do Trabalho e cobra mais de R$ 1,3 milhão

Audiência entre as partes foi marcada para o dia 30 deste mês

postado em 14/07/2020 10:26 / atualizado em 14/07/2020 17:49

(Foto: Juarez Rodrigues/EM D.A Press)
O atacante Joel acionou o Cruzeiro na Justiça. Inicialmente, o processo corria em segredo na 45ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, mas o juiz Adriano Marcos Soriano Lopes retirou o sigilo dos documentos. Assim, revelou-se o valor da causa de R$ 1.337.040,00. A informação foi publicada pelo site Globoesporte e confirmada pelo Superesportes.

“Compulsando os autos eletrônicos, constato que o procurador do autor atribuiu sigilo ao processo sem que qualquer justificativa legal tenha sido pleiteada na petição inicial, de modo que indefiro a tramitação do processo em segredo de justiça”, manifestou-se o magistrado, ao recusar o pedido da defesa de Joel. 

O camaronês cobra vencimentos atrasados, 13º salário, FGTS, férias, gratificação, diferença salarial, multas e verbas indenizatórias e rescisórias. Há audiência marcada para o dia 30 de julho.

O contrato de Joel com o Cruzeiro expirou em 14 de junho. À época, o atacante de 26 anos, que defende o Marítimo, de Portugal, publicou mensagem de despedida do clube celeste no Instagram.

“Hoje (ontem) se encerra meu vínculo com este gigante incontestado, Cruzeirão cabuloso. GRATIDÃO é a palavra que resume o meu agradecimento do fundo do coração. Muito Obrigado ao CRUZEIRO ESPORTE CLUBE pela oportunidade de vestir essa Camisa. #GRATIDAOETERNA”.

Processo de Joel


O Superesportes teve acesso à petição de Joel, assinada pelo advogado Marcus Vinícius Perretti Mingrone. No documento de 110 páginas constam detalhes a respeito do vínculo do centroavante com o clube. De janeiro a junho de 2015, o jogador recebia R$ 80 mil mensais. Depois, teve o salário reajustado de maneira progressiva - R$ 10, R$ 20, R$ 30 e R$ 40 mil -, conforme os números abaixo:
 
R$ 90 mil - de 16/06/2015 a 15/06/2016

R$ 110 mil - de 16/06/2016 a 15/06/2017

R$ 140 mil - de 16/06/2017 a 15/06/2018

R$ 180 mil - de 16/06/2018 a 13/06/2020

O ordenado de Joel era dividido em 50% de salário-base, 20% de acréscimo remuneratório e 30% de exploração de direito de imagem. Na peça, é informado que o jogador, enquanto esteve emprestado ao Marítimo, de Portugal, teve os vencimentos integrais sob responsabilidade do clube celeste. Os pagamentos em 2019 foram efetuados com atraso.

Com documentos comprobatórios anexados ao processo, como extratos bancários e contracheques, a defesa de Joel alega que o atacante não recebeu os meses de “setembro/2019, outubro/2019 e novembro/2019”, além de “saldo de salário de dezembro/2019”.

O Cruzeiro também não repassou a Joel o montante de R$ 119.040,00 referente ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O advogado do atleta ainda solicita aplicação de multas e correção monetária.

Salários de setembro, outubro, novembro e dezembro (saldo) - R$ 588.000,00

13º salário integral - R$ 180.000,00

Férias integrais acrescidas de um terço de 2019 - R$ 240.000,00

Termo de rescisão de contrato de trabalho - R$ 20.000,00

Diferenças de depósitos de FGTS - R$ 119.040,00

Multa do artigo 477 da CLT - R$ 180.000,00

Multa do artigo 467 da CLT - R$ 10.000,00

Total - R$ 1.337.040,00

Joel no Cruzeiro


Em janeiro de 2015, o Cruzeiro pagou ao Londrina R$ 2,5 milhões por 50% dos direitos econômicos de Joel, que havia feito bom Campeonato Brasileiro de 2014 pelo Coritiba, com oito gols em 20 jogos.

Na Toca, porém, o camaronês não conseguiu sequência de partidas e acabou emprestado em cinco ocasiões: Santos, Botafogo, Avaí e Marítimo (duas vezes).

Na Ilha da Madeira, em Portugal, Joel mostrou bom futebol, especialmente na primeira temporada, quando marcou nove gols em 15 partidas. No geral, balançou a rede 20 vezes em 60 jogos.

Em junho de 2019, Joel foi convocado para representar a Seleção de Camarões na Copa Africana de Nações, mas acabou cortado da delegação em razão de um problema cardíaco na artéria coronal.

Depois de ficar alguns meses sem atuar, o atacante foi submetido a exames e, por fim, autorizado a retornar aos gramados. Na reta final do Campeonato Brasileiro de 2019 entrou em campo quatro vezes pelo Cruzeiro e integrou o grupo rebaixado à Série B.

Em janeiro de 2020, a diretoria celeste definiu o empréstimo de Joel ao Marítimo. Em junho, ele encerrou seu vínculo com o Cruzeiro, pelo qual contabilizou, entre compromissos oficiais e amistosos, cinco gols em 32 apresentações.

Tags: atacante joel justiça processo serieb cruzeiroec interiormg Marítimo