Cruzeiro
1

CRUZEIRO

Justiça não encontra valor suficiente nas contas do Cruzeiro para quitar dívida com Charles

Vários bloqueios judiciais foram realizados nas contas celestes ao longo do mês de julho

postado em 30/07/2020 22:44 / atualizado em 30/07/2020 23:11

(Foto: Jorge Gontijo/EM/D. A. Press)

Cruzeiro teve suas contas bancárias bloqueadas por causa de um débito trabalhista com o volante Charles. O valor atualizado da dívida até abril deste ano era de R$610.800,84. Contudo, com os bloqueios realizados no mês de julho, a Justiça conseguiu encontrar, aproximadamente, R$557 mil nas contas da Raposa, valor inferior ao total do débito.

Em algumas das contas do clube foram encontrados valores expressivos, como R$231 mil. Mas em outras, havia valores baixos, de até R$11,53.

Os advogados de Charles pediram a manutenção dos bloqueios nas contas do Cruzeiro por tempo indeterminado, até atingir o valor total da dívida.

A contenda entre Charles e o Cruzeiro não é nova. O volante ajuizou uma ação contra o clube em maio de 2016 e as partes fizeram um acordo, no qual o Cruzeiro se comprometeu a pagar R$546.170,49 ao jogador, dividido em dez parcelas.

Porém, o clube atrasou o pagamento da terceira parcela e os advogados do atleta exigiram a cobrança do saldo remanescente, acrescido de multa de 40%.

A defesa do Cruzeiro reconheceu o atraso e pediu a realização de um novo acordo, alegando que “é público e notório que o clube atravessa sua pior crise financeira” e que “foi vítima de uma quadrilha que o saqueou”.

Entretanto, o juiz Alexandre Reis Pereira de Barros, da 43ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, não aceitou as alegações do clube e determinou o bloqueio judicial das contas celestes.

“A despeito das notórias dificuldades pelas quais está passando, trata-se de dívida antiga, de mais de ano (o processo originário é de 2016), tendo o executado já descumprido no mínimo dois acordos anteriores e vem, a todo momento, utilizando-se de vários subterfúgios e argumentos para não honrar sua dívida”, disse o magistrado em decisão proferida em junho deste ano.

Charles deixou o clube em 2015 e, atualmente, defende o Antalyaspor, da Turquia. Revelado na Toca da Raposa, Charles fez 141 jogos pelo Cruzeiro e marcou 14 gols.

Tags: cruzeiro justiça bloqueio Charles