Cruzeiro

CRUZEIRO

Com apenas um gol, Marcelo Moreno admite necessidade de melhora e pede apoio à torcida do Cruzeiro: 'Tem que jogar com a gente'

Boliviano espera que time se recupere contra o Brasil de Pelotas

postado em 31/08/2020 18:28 / atualizado em 31/08/2020 19:18

(Foto: Reprodução/Cruzeiro)
Desde que retornou ao Cruzeiro, em fevereiro, Marcelo Moreno disputou 11 jogos e só conseguiu fazer um gol - em cobrança de pênalti na vitória por 3 a 2 sobre o Guarani, no Brinco de Ouro, em Campinas, pela segunda rodada da Série B. A explicação para o baixo aproveitamento do boliviano está na falta de criatividade dos atacantes de beirada e dos meio-campistas. Como a bola tem chegado pouco até a área, o camisa 9 é obrigado a buscá-la na intermediária para não ter de ficar somente na briga de corpo com os zagueiros adversários. Além dessa circunstância, o jogador admite não viver um bom momento individual, mas confia na recuperação no duelo contra o Brasil de Pelotas, às 21h30 desta quarta-feira, no estádio Bento Freitas, em Pelotas-RS, pela sétima rodada da competição nacional.


“Cada jogo para o Cruzeiro vem sendo uma final. Com certeza, esse não vai ser diferente. Obviamente, nós jogadores sabemos que precisamos melhorar bastante para conseguir os três pontos. Estamos conscientes de que não estamos convencendo como deve ser. Quem veste essa camisa tem que saber dessa responsabilidade. A gente sabe, e temos certeza de que o futebol bonito do Cruzeiro vai voltar. Mas isso requer tempo de treinamento, de todo mundo saber o que está fazendo dentro de campo (...). Assim vamos conseguir as vitórias com mais tranquilidade e alegria, que é o que precisamos neste momento”, disse Moreno, em entrevista à TV Cruzeiro.

O Cruzeiro iniciou a Série B com três vitórias consecutivas sobre Botafogo-SP (2 a 1), Guarani (3 a 2) e Figueirense (1 a 0). Na quarta rodada, perdeu para a Chapecoense, por 1 a 0. Na quinta, empatou por 1 a 1 com o Confiança. No sexto jogo, voltou a ser derrotado, desta vez pelo América, por 2 a 1. O aproveitamento de 55,55% representaria 10 pontos, porém o time foi punido pela Fifa antes do campeonato com a perda de seis e por isso contabiliza apenas quatro, em 14º lugar. Na opinião de Marcelo Moreno, se a punição referente a uma dívida de contratação não tivesse sido aplicada, a Raposa se encontraria em outra situação, inclusive em relação às partidas das quais saiu com o revés.

“Os seis pontos fazem falta no momento. Acho que a história seria diferente nessas seis rodadas se tivéssemos seis pontos a favor. Quem está aqui não tem responsabilidade nenhuma nesses seis pontos que foram perdidos. Conquistamos esses seis pontos, mas, infelizmente não ajudou na tabela. Mas estamos aqui, tentando construir um novo Cruzeiro, um novo time. Vai ter dia que não vamos jogar bem, mas vai ter dia em que conseguiremos encaixar o que queremos”.

Em uma resposta direcionada aos torcedores, Marcelo Moreno pediu paciência e apoio. Segundo ele, o grupo ainda está em fase de conhecimento sob o comando de Enderson Moreira e terá boas perspectivas ao longo da competição.  “Faltam 32 rodadas ainda, e o torcedor tem que jogar com a gente, apoiar esse grupo. O grupo está se conhecendo e se entrosando agora com o trabalho que o Enderson quer que a gente faça. É uma responsabilidade de todos, sabemos que vamos melhorar muito nessas 32 rodadas. Com a ajuda do torcedor conseguiremos sair dessa situação”.

De acordo com cálculos do engenheiro Tristão Garcia, do site Infobola, o time que alcançar 64 pontos provavelmente subirá à Série A de 2021. Assim, o Cruzeiro precisa somar 60 pontos em 96 - 62,5% de aproveitamento - para comemorar o retorno à primeira divisão. No momento, o time é o 14º colocado, com quatro pontos - sete a menos que o quarto, Paraná, e com um de vantagem sobre o próximo adversário, Brasil de Pelotas, o primeiro da zona de rebaixamento.

Tags: atacante Cruzeiro serieb interiormg futnacional centroavante Marcelo Moreno