Cruzeiro

CRUZEIRO

Organizada protesta em desembarque do Cruzeiro: 'Fora Enderson e time pipoqueiro'

Integrantes da Máfia Azul também entoaram cânticos em tom de ameaça

postado em 03/09/2020 20:00 / atualizado em 03/09/2020 21:08

(Foto: Reprodução/Máfia Azul)
A delegação do Cruzeiro chegou a Belo Horizonte sob protestos nesta quinta-feira, dia seguinte à derrota por 1 a 0 para o Brasil, em Pelotas-RS, pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Integrantes da torcida organizada Máfia Azul foram ao Aeroporto Internacional de Confins, na Região Metropolitana da capital mineira, e se manifestaram contra jogadores e o técnico Enderson Moreira.






Aos jogadores, os integrantes da organizada dirigiram xingamentos e músicas em tom de ameaça. “Se o Cruzeiro não ganhar, olê, olê, olá, o pau vai quebrar!”. “Time pipoqueiro, tem que ter raça pra jogar no meu Cruzeiro” foi outro cântico bastante repetido. O protesto foi transmitido pelo instagram da Máfia Azul.

A Polícia Militar acompanhou o protesto de perto e não permitiu a aproximação dos torcedores da delegação cruzeirense.

Durante a manhã, a Máfia Azul já havia demonstrado insatisfação com o presidente Sérgio Santos Rodrigues em postagem no Twitter. “Chega de Live, queremos qualidade técnica dentro de campo”. A mensagem faz alusão às lives realizadas semanalmente pelo mandatário na página oficial do Cruzeiro no Youtube.



Apesar dos protestos da torcida contra Enderson Moreira, Sérgio Santos Rodrigues assegurou que o treinador continuará no cargo para tentar comandar uma reação do Cruzeiro na Série B. O clube soma apenas quatro pontos na competição e é o 16º colocado.

O próximo compromisso do Cruzeiro pela Segundona será na segunda-feira, às 20h, contra o CRB, no Mineirão, em BH.

Tags: protesto confins serieb cruzeiroec interiormg enderson moreira pipoqueiros brasilrs