Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro avalia volta de atacante Zé Eduardo, destaque por Villa Nova e América de Natal

Jogador de 21 anos marcou nove gols em 10 partidas oficiais em 2020

postado em 21/09/2020 08:00 / atualizado em 22/09/2020 00:19

(Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Com o objetivo de aumentar o leque de opções ofensivas na sequência da Série B, o Cruzeiro avalia a possibilidade de aproveitar no time principal o atacante Zé Eduardo, que disputou parte do Campeonato Mineiro pelo Villa Nova e se encontra emprestado ao América de Natal. O Superesportes confirmou a informação do jornalista Mallyk Nagib, da TV Assembleia do Rio Grande do Norte.

Em contato com a reportagem, o pai do jogador, Eduardo Simplício Andrade, afirmou que os contatos foram feitos pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues e pelo diretor técnico de futebol Deivid. “Ligaram ontem. O Zé está à disposição do Cruzeiro, pronto para jogar e ajudar o clube”.

Segundo Eduardo, o filho está feliz com as oportunidades no América-RN, mas retornaria ao Cruzeiro caso a diretoria requisite. No sábado, o centroavante atuou por 45 minutos no empate por 0 a 0 com o Campinense, na Arena das Dunas, em Natal, pela primeira rodada do Grupo 3 da Série D do Campeonato Brasileiro.

Representado pelo empresário André Cury, Zé Eduardo, de 21 anos, marcou nove gols em 10 jogos oficiais em 2020. No primeiro semestre, antes da paralisação das competições por causa da pandemia de COVID-19, balançou a rede quatro vezes em cinco partidas pelo Villa Nova (quatro como suplente). No América-RN, virou titular e contabilizou cinco tentos (quatro no Campeonato Potiguar e um na Copa do Brasil) em cinco jogos.

Com 100% dos direitos econômicos ligados ao Cruzeiro, Zé Eduardo fez mais gols na temporada que todos os centroavantes do elenco: Marcelo Moreno (2 gols em 14 jogos), Thiago (3 gols em 18 jogos) e Roberson (1 gol em 12 jogos). O artilheiro da Raposa no ano é o meia Maurício, com cinco gols em 25 partidas.

A eventual volta de Zé Eduardo seria uma alternativa à impossibilidade de fechar novas contratações, já que o Cruzeiro continua proibido pela Fifa de registrar jogadores por conta de uma dívida de 1.159.786,31 euros (cerca de R$ 7 milhões) com o Zorya, da Ucrânia, referente à compra dos direitos econômicos do atacante Willian, em julho 2014.

O clube só se livrará do “transfer ban” se quitar integralmente o débito ou ter o recurso aceito na Fifa. A diretoria afirmou na última terça-feira que a perícia responsável por analisar a troca de correspondências concluiu a autenticidade dos e-mails do Zorya aceitando a proposta de parcelamento de 1 milhão de euros em dez vezes e cedendo os créditos ao Alik Football Management, da Estônia. Os ucranianos contestaram esse acordo na entidade máxima do futebol.

Em razão dessa sanção, a direção cruzeirense ainda não pôde regularizar a situação de Iván Angulo, emprestado pelo Palmeiras até o fim da Série B. Por outro lado, o meia Marquinhos Gabriel, que retornou de empréstimo do Athletico-PR, teve o vínculo reativado no BID da CBF, pois seus direitos federativos já pertenciam à equipe mineira. O mesmo critério será aplicado no caso de Zé Eduardo.

Em 2019, Zé Eduardo foi o quarto maior artilheiro da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Visão Celeste-RN, com sete gols em seis jogos. Em 2018, marcou sete gols no Campeonato Potiguar Sub-19, no qual sua equipe terminou em segundo lugar ao ser derrotada na decisão pelo América-RN. O bom futebol despertou o interesse do Cruzeiro, que acertou a aquisição em janeiro do ano passado com vínculo até janeiro de 2023.

Tags: atacante Cruzeiro serieb interiormg centroavante mercadobola Zé Eduardo