Cruzeiro

CRUZEIRO

Regularizado pelo Cruzeiro, Sobis fica à disposição de Felipão para jogo contra Figueirense

Reforço celeste teve o nome inscrito no BID da CBF nesta quarta-feira

postado em 18/11/2020 17:45 / atualizado em 18/11/2020 17:58

(Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
O Cruzeiro registrou nesta quarta-feira o contrato do atacante Rafael Sobis no Boletim Informativo Diário da CBF. Desta forma, ele está apto a jogar pela equipe na partida contra o Figueirense, às 21h30 de sexta-feira, no Mineirão, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Sobis, de 35 anos, assinou com o clube celeste até 31 de dezembro de 2021. A oficialização do negócio ocorreu há uma semana, em 11 de novembro. O atleta era titular do Ceará na Série A e na Copa do Brasil.

No regresso ao Cruzeiro, pelo qual jogou entre junho de 2016 e dezembro de 2018 e marcou 28 gols em 119 partidas, o veterano abriu mão de um processo trabalhista de mais de R$ 4 milhões.

Além de Rafael Sobis, o setor ofensivo do Cruzeiro terá o retorno de Marcelo Moreno, que estava a serviço da Seleção da Bolívia nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, e Arthur Caíke, reabilitado após sofrer estiramento muscular na coxa direita.

Por outro lado, William Pottker vai cumprir suspensão pelo cartão vermelho recebido no empate por 3 a 3 com o Guarani, no último dia 9, no Mineirão.

Felipão ainda contará com novidades em outros setores. Na lateral direita, Rafael Luiz não está mais contaminado pela COVID-19 e ficará no banco de reservas de Raúl Cáceres. Na lateral esquerda, Matheus Pereira se recuperou de torção no joelho esquerdo e disputará posição com Patrick Brey.

Contas para o acesso


Com duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e um Campeonato Mineiro (2018) pela Raposa, Sobis terá o desafio de ajudar o time a sair da parte de baixo da classificação da Série B e buscar o acesso à elite nacional de 2021.

A tarefa é bastante complicada, visto que a distância para o quarto colocado, Cuiabá, é de 13 pontos (37 a 24). A probabilidade de acesso, segundo o Departamento de Matemática da UFMG, é de apenas 2%.

Sampaio Corrêa, América e Cuiabá, que somam 37 pontos, teriam potencial para atingir 67 levando em consideração o atual aproveitamento (58,7%). Logo, o Cruzeiro precisaria somar 44 em 51 (86,27%) para chegar a 68. Seria algo como 14 vitórias, dois empates e uma derrota em 17 jogos.