Cruzeiro

CRUZEIRO

Felipão critica posicionamento e falta de criação do Cruzeiro contra o Figueirense

Técnico explicou razões para o empate desta sexta-feira, no Mineirão

postado em 21/11/2020 00:15 / atualizado em 21/11/2020 09:08

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)
O Cruzeiro estacionou na 15ª posição da Série B ao empatar por 1 a 1 com o Figueirense, nesta sexta-feira, no Mineirão, pela 22ª rodada. O técnico Luiz Felipe Scolari creditou o resultado a dois fatores: erro de posicionamento no lance que originou o gol do adversário e falta de criatividade da equipe no ataque.


De acordo com Felipão, os jogadores celestes se posicionaram de maneira diferente aos treinamentos na Toca II. O escanteio cobrado por Cáceres não encontrou ninguém na segunda trave, e o Figueira iniciou contra-ataque aos 11min. Bruno Michel recebeu de Lucas Barcelos, lançou nas costas da defesa e encontrou Léo Artur em ótima condição para tocar por cima de Fábio.

“Em primeiro lugar, nós temos que lembrar aquilo que treinamos, os posicionamentos, porque tomamos um gol numa bola que era nossa de escanteio, posicionados erradamente de acordo com aquilo que trabalhamos e definimos na palestra”, analisou o comandante.

Na parte ofensiva, o Cruzeiro acertou quatro das oito finalizações. Apenas a de Airton, aos 35min da etapa inicial, entrou. E foi um gol bonito. O apoiador levou a bola da ponta para o centro e bateu colocado no canto esquerdo. Foi o quarto tento dele na Série B.

“No sentido de criação, tivemos poucos arremates a gol, não tivemos muita situações que pudéssemos dizer: ‘criamos e erramos’. Tivemos poucas chances que eu acho que o empate no final foi um resultado normal pelo que fizemos hoje”, frisou Felipão, que fez outras cobranças ao time, sobretudo à participação ineficaz de meio-campistas e nervosismo na hora de trabalhar a bola.

“Penso que faltou um pouco mais de criação no setor de meio, trabalhar um pouco mais a bola, não ter tanta situação de que a gente precisasse do resultado. Precisamos, sim, mas temos que ter um pouco mais de calma, trabalhar mais a bola, participação de toda a equipe de pé em pé, é um pouco diferente daquilo que nós imaginamos, porque a gente vem atrás, com dificuldades, querendo sair de baixo, e parece que cria uma ansiedade maior. Esse foi um dos erros nossos no jogo (...)”.

Na próxima terça-feira, às 21h30, o Cruzeiro terá compromisso contra a Chapecoense, líder isolada da Série B, com 47 pontos - dez a mais que Sampaio Corrêa (2º), Juventude (3º), América (4º) e Cuiabá (5º). Felipão espera que um bom resultado seja alcançado para o clube se aproximar do primeiro objetivo, que é eliminar o risco de queda à Série C.

“Nós vamos trabalhando todos os dias. Amanhã, na apresentação, vamos passar o vídeo da apresentação e mostrar o que podíamos ter feito de melhor (..). É trabalhar nesse sentido, não adianta nós ficarmos buscando apenas o erro, e sim tentar solucionar esses defeitos para que possamos ir em busca desse primeiro objetivo, que nós já sabemos qual é”.

Tags: empate Felipão Cruzeiro tropeço serieb interiormg futnacional Figueirense