Cruzeiro

CRUZEIRO

Felipão explica modificações determinantes para vitória do Cruzeiro sobre a Chapecoense

Técnico promoveu a entrada de Adriano no meio e colocou Sobis na frente

postado em 25/11/2020 00:32 / atualizado em 25/11/2020 02:46

(Foto: Igor Sales/Cruzeiro)
O Cruzeiro contou com algumas mudanças táticas para vencer a Chapecoense por 1 a 0, nesta terça-feira, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 23ª rodada da Série B. O técnico Luiz Felipe Scolari enalteceu a boa atuação de Rafael Sobis, que marcou o gol da vitória aos 33min do segundo tempo, em cobrança de falta no canto direito de João Ricardo. O treinador também elogiou a melhora de Patrick Brey no segundo tempo, depois de uma etapa inicial de muitos erros, e a aproximação entre todos os setores da equipe.


“Foi boa. Algumas correções precisamos fazer com alguns detalhes. O segundo tempo do Patrick foi bem melhor. A aproximação já aconteceu melhor que nos jogos anteriores. O centroavante que tínhamos de referência, substituído hoje pelo Sobis, fazia com que a defesa adversária tivesse alguma dúvida na marcação. Acho que hoje foi um bom jogo, dá para a gente ter um caminho aberto e trabalhar em cima disso. Mas ainda faltam detalhes à nossa equipe para se tornar forte e equilibrada em todos os jogos”.

Além da escolha de Sobis no lugar de Marcelo Moreno, Felipão considerou importantes os ajustes efetuados na marcação e na saída de bola. Com a ausência de Cacá, liberado para acompanhar o nascimento do filho em Belo Horizonte, Ramon voltou a jogar na defesa ao lado de Manoel, e Adriano formou dupla com Jadson no meio-campo. Seguros, eles fecharam os espaços, impediram infiltrações dos extremos da Chape e esbanjaram tranquilidade na troca de passes.

“São pequenas modificações na estrutura da equipe. O Ramon volta a jogador de quarto-zagueiro, onde é um excelente quarto-zagueiro. O Adriano, que é um menino muito jovem, entra novamente e dá conta do recado. O Sobis faz a diferença no sentido de ataque, porque nós tiramos a referência do adversário na marcação. E fomos um time compacto em todos os momentos em que a Chapecoense tinha a bola. Isso é uma coisa que vamos conversar, mostrar e trabalhar para que tenhamos isso em todos os jogos”.


Scolari afirmou ainda que pretende alterar o time nos jogos em Belo Horizonte. Sem especificar nomes e posições, o comandante apresentará novidades já na próxima sexta-feira, às 21h30, quando a Raposa enfrentará o Confiança, no Mineirão, pela 24ª rodada.

“Em alguns jogos precisaremos mudar um ou dois jogadores, principalmente nos jogos em casa, para que possamos ter os pontos que fazemos fora dentro da nossa casa. Um pouco mais de criatividade, alguma situação nova que vamos ver se já no jogo contra o Confiança possamos fazer”.

Em 15º na Série B, com 28 pontos, o Cruzeiro precisaria somar mais 35 nas 15 rodadas finais (77,7%) para atingir 63. Segundo o Departamento de Matemática da UFMG, um clube com essa campanha tem 96,7% de chance de acesso.




Tags: vitória Felipão Cruzeiro análise serieb interiormg futnacional chapecoensesc