Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro tem prazo de cinco dias para pagar dívida de R$ 8 milhões à União

Débito é referente à falta de repasse de FGTS; clube pode recorrer da decisão

postado em 13/01/2021 13:11 / atualizado em 13/01/2021 13:47

(Foto: Juarez Rodrigues / EM DA PRESS)
Em designação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), nessa terça-feira, o Cruzeiro recebeu o prazo de cinco dias para pagar R$ 8.008.708,91 à União. O valor é cobrado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN)  referente à dívida do clube por falta de repasse do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no período de 1994 a 2015. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista Victor Martins, do Blog do Victão. 

O Cruzeiro  informou que ainda não foi notificado da ordem judicial.  O clube ainda pode recorrer da decisão assinada pelo  juiz Valmir Nunes Conrado, da 25ª vara do TRF1.

Em caso de descumprimento, o Cruzeiro pode ter bens penhorados, como veículos e imóveis, além de contas bancárias bloqueadas até o limite do débito.

A nova cobrança surge após acordo do clube com a PGFN para parcelamento em 145 vezes de dívidas fiscais. Com o acerto, anunciado em outubro do ano passado, a Raposa conseguiu reduzir cerca de 45% do seu passivo de débitos, o que representa R$ 151.798.099,00, de um valor total de R$ 334.182.840,98.

Mesmo com o acordo, que suspendeu o curso de 33 processos e recursos judiciais, o Cruzeiro voltou a ser réu dias depois devido à cobrança por falta de repasse de FGTS durante o período de 1994 a 2015.