Cruzeiro

CRUZEIRO

Felipão sobre protesto no Cruzeiro: 'Forma de tentar conversar com direção'

Em função do atraso de salários, jogadores não se concentraram para o jogo diante do Oeste

postado em 14/01/2021 00:02 / atualizado em 14/01/2021 00:30

(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)
Felipão defendeu seus jogadores após a derrota do Cruzeiro por 1 a 0 para o Oeste, nesta quarta-feira, no Independência. Questionado sobre o protesto do grupo, que decidiu não se concentrar para a partida em função de atraso salarial, o treinador indicou que os atletas não estão conseguindo dialogar com a direção sobre o tema. 

“Entendi perfeitamente que é uma forma de tentar conversar com a direção. Foi tudo bem. Cada um foi para sua casa, dormiu tranquilamente, como dormem todos os dias nas semanas que antecedem os jogos ou naqueles dias que não vamos ter jogos", disse.

"Eles vão para casa normalmente. Se comprometeram a ir para casa, terem os cuidados necessários, e acho que aconteceu tudo isso normalmente. Tranquilamente. Não tem problema nenhum neste sentido”, disse o treinador", complementou.

Atualmente, o Cruzeiro deve mais de três meses de salários aos seus jogadores. Ainda não foram quitados parte de outubro e a íntegra de novembro, dezembro e 13º. Além disso, os jogadores contestam a ausência de um prazo da diretoria para resolução dessas obrigações.

Como forma de protesto, o grupo deixou a Toca da Raposa II nessa terça-feira, após o treino de véspera da partida, e não realizou concentração no CT para o duelo diante do Oeste. Eles apenas se apresentaram para a partida no fim da manhã desta quarta.

Com a derrota para o Oeste, os mineiros estacionaram nos 44 pontos na tabela da Série B. O time celeste agora é o 13º colocado. O Paraná, que abre a zona de rebaixamento, soma 36 pontos. O CSA, primeiro time do G4, tem 52.


Tags: Felipão Cruzeiro serieb interiormg