Cruzeiro

CRUZEIRO

Fim do 'transfer ban'? PSTC diz que espera acordo com Cruzeiro nesta semana

Presidente do clube paranaense admitiu avanço em negociações

postado em 24/02/2021 16:00

(Foto: Rodolfo Rodrigues/Cruzeiro)
Impedido de registrar os seis reforços já anunciados para a temporada 2021, o Cruzeiro luta contra o tempo para se livrar da punição antes da estreia no Campeonato Mineiro, neste sábado, às 16h30, contra o Uberlândia. Para isso, precisa entrar em um acordo com o PSTC, do Paraná, que cobra R$ 2,4 milhões em processo na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD). 

Ao Superesportes, o presidente do PSTC, Mário Sigueo Iramina, evitou dar detalhes das negociações com o Cruzeiro. Ele admitiu, no entanto, que os departamentos jurídicos dos clubes avançaram para chegar a um acordo, que poderia acontecer ainda nesta semana.

“Eu praticamente saí do processo. A questão está com os jurídicos dos clubes, que estão resolvendo, negociando. Creio que possa encaminhar (um acordo) sim”, disse. “Posso te adiantar que a coisa está caminhando. Pode ser (até o fim da semana). Estamos na quarta-feira, né? Pode ser. Espero que sim”, complementou Iramina.

O impedimento de registrar jogadores em função da dívida com o PSTC vem desde o fim de 2020. A Raposa foi condenada pela Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) em março do ano passado, mas a aplicação da punição só foi efetivada em novembro. O motivo é a falta de repasse de 20% do valor da venda de Bruno Viana ao Olympiacos, da Grécia, em agosto de 2016, no mandato do ex-presidente Gilvan de Pinho Tavares.

Hoje no Flamengo, Bruno Viana foi negociado naquela oportunidade por 2 milhões de euros - cerca de R$ 7,6 milhões na cotação da época -, dos quais 70% foram para os cofres celestes. Em abril de 2017, o PSTC formalizou a reclamação na CNRD pleiteando os 20% a que tinha direito, conforme o contrato assinado entre as partes em 2010. Contudo, não houve nenhuma movimentação para resolução da pendência. A demora fez o valor do débito saltar de R$ 1,3 milhão para R$ 2,4 milhões. 

Embora ainda tente, na Justiça do Rio de Janeiro, que o processo seja resolvido na Comarca de Belo Horizonte e não na CNRD, o que poderia suspender a punição por algum tempo, o Cruzeiro já tem o dinheiro em caixa para realizar o pagamento da dívida. A demora para o desfecho do caso, no entanto, poderá obrigar o clube a escalar um time diferente do ideal na estreia do Campeonato Mineiro.

Até aqui, a Raposa já anunciou seis contratações. São eles o lateral-esquerdo Alan Ruschel; os volantes Matheus Neris e Matheus Barbosa; o meia Marcinho, além dos atacantes Felipe Augusto e Bruno José. O próximo reforço deverá ser o zagueiro Eduardo Brock, ex-Ceará. 

Tags: Cruzeiro serieb interiormg futnacional