Cruzeiro

CRUZEIRO

Jean aciona Justiça e cobra R$1,2 milhão em direito de imagem do Cruzeiro

Defesa do jogador argumenta que clube não cumpriu acordo de rescisão

postado em 30/03/2021 17:00 / atualizado em 30/03/2021 19:22

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
O volante Jean, que defendeu o Cruzeiro de março a outubro de 2020, cobra R$1.248.000,00 do clube na Justiça por causa de pendências relativas a direitos de imagem. O processo foi distribuído na segunda-feira (29) na 33ª Vara Cível de Belo Horizonte. A reportagem do Superesportes confirmou a informação publicada pelo portal UOL nesta terça-feira.

Conforme a petição assinada pelos advogados João Henrique Cren Chiminazzo e Bento Lupércio Pereira Neto, o Cruzeiro deixou de cumprir um acordo de R$960 mil com o jogador. O valor seria dividido em 24 vezes de R$40 mil a partir de janeiro de 2021. A consequência do atraso foi a aplicação de uma multa de 30%, que elevou a quantia para mais de R$1,2 milhão (leia trecho do documento).

“Na ocasião, o Executado pagaria ao Exequente o valor de R$ 960,000,00 (novecentos e sessenta mil reais), o qual seria realizado em 24 (vinte e quatro) parcelas mensais e consecutivas, no valor bruto de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) cada, com o primeiro vencimento em 10 de janeiro de 2.021 e as demais nos mesmos dias dos meses subsequentes.

Ainda consta na cláusula 2.5 do anexo “Instrumento de Resilição e Repactuação de Débitos Consensual de Instrumento Particular de Outorga de Direitos de Exploração de Imagem e Outros Conexos”, que em caso de vencimento de 03 (três) parcelas consecutivas ou não, ocorreria o vencimento antecipado de todas as parcelas do instrumento e a incidência de multa de 30% (trinta por cento) do valor total.

Pois bem, o Executado não pagou nenhuma parcela do título executivo, deixando de adimplir com os valores dos meses subsequentes de janeiro de 2.021, fevereiro de 2.021 e março de 2.021, devendo o Executado pagar o valor total de R$ 960.000,00 (novecentos e sessenta mil reais), acrescido de 30% (trinta por cento) de multa, totalizando o montante de R$ 1.248.000,00 (um milhão, duzentos e quarenta e oito mil reais)”.

A defesa de Jean pediu à Justiça para que ordenasse o Cruzeiro a depositar R$1,248 milhão em juízo no prazo de três dias, sob o risco de penhora de bens, além de arcar com correção monetária, custas processuais e honorários advocatícios.

O contrato de direitos de exploração de imagem entre Cruzeiro e Jean previa o pagamento de R$105 mil mensais à empresa do meio-campista, denominada JMG Assessoria Esportiva Ltda, com sede em São Paulo. O instrumento foi firmado em 1º de março de 2020 pelo ex-presidente José Dalai Rocha e pelo ex-integrante do conselho gestor, Carlos Ferreira Rocha. A administração ficou no clube até o fim de maio, dando lugar ao atual mandatário, Sérgio Santos Rodrigues.

Jean disputou nove partidas pelo Cruzeiro e marcou um gol na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo-SP, em 8 de agosto de 2020, pela primeira rodada da Série B. Apesar de ter feito boas exibições em sua curta passagem pela Toca, o volante não conseguiu ter sequência em razão de um edema ósseo no joelho esquerdo. Por causa do problema, ele estendeu o vínculo com o Palmeiras até junho de 2021 com o objetivo de se recuperar da lesão. 

Tags: Cruzeiro serieb Justiça interiormg futnacional palmeirassp mercadobola Jean