Futebol Nacional

Resposta

Após ser chamado de burro, técnico Sandro Barbosa pede paciência

Para o técnico, entretanto, as vaias e os xingamentos foram injustos

postado em 15/07/2013 08:51

 (RICARDO FERNANDES/DP/D.A PRESS)
Pela primeira vez desde que assumiu o comando do Santa, o treinador Sandro foi acuado em campo. Um coro de "burro" chegou a ser cantado em uníssono durante a partida de sábado contra o Fortaleza - depois que ele optou pela saída de Caça-Rato para a entrada do meia Natan. A maioria da torcida queria que Raul saísse.

Para o técnico, entretanto, as vaias e os xingamentos foram injustos. Sem mágoas, Sandro, porém, clama agora mais paciência para que ele possa trabalhar na sequência da competição.

"Eu tenho confiança no meu trabalho aqui no Santa Cruz. Eu sabia que Raul poderia resolver. Sou tricolor também, mas não trabalho só com a emoção. Peço mais paciência à torcida", relatou. Questionado se os protestos teriam lhe abalado, foi enfático. "Fui batizado de burro, mas não tenho nenhum problema com isso".

A vitória, de virada, sobre o Fortaleza permitirá uma semana sem pressão ao técnico até o jogo contra o Águia de Marabá, no próximo domingo, fora de casa. Os três pontos deixaram o time no G4 do grupo A da Série C - embora tenha caído da segunda para a quarta colocação com o complemento da rodada ontem. O Tricolor, no entanto, tem um jogo a menos que os seus rivais diretos.