Futebol Nacional

SANTA CRUZ

Fora de casa e com sete ausências, Santa Cruz empata sem gols com Manaus pela Série C

Partida foi realizada na Arena da Amazônia e teve desfecho zerado para as equipes

postado em 19/09/2020 20:20 / atualizado em 19/09/2020 21:07

(Foto: Ismael Monteiro / MFC)
Santa Cruz e Manaus se encontraram nesta noite pela sétima rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. E na Arena da Amazônia, num jogo sem muita presença ofensiva no primeiro tempo, com o “gás” iniciado somente na equipe complementar, os times permaneceram no zero a zero. Com isso, o Santa completa a sequência de 12 partidas sem gols marcados pelo seu setor de ataque. Agora, o Tricolor irá encarar o Jacuipense, pela oitava rodada da competição nacional, às 20h do próximo dia 28, no estádio do Arruda.

Com sete desfalques, sendo seis sob cuidados e avaliações do departamento médico do clube coral, o Santa Cruz entrou em campo para o jogo sem Júnior, Célio Santos, William Alves, Paulinho, Pipico, Chiquinho e Bileu. Os seis primeiros por machucados na coxa, enquanto Bileu por ter somado três cartões amarelos.

Dentro das quatro linhas, o primeiro tempo apresentado pelos corais foi ofensivamente fraco e bastante cedido à marcação do Manaus. Insistindo em levar o jogo às beiradas, principalmente pelo lado esquerdo, os tricolores mal conseguiram “aparecer” em campo. Tanto que a chance mais próxima do gol aconteceu perto dos 45 minutos de bola rolando, com uma boa jogada construída por Didira, mas que não foi bem finalizada por Negueba, que chutou sem força. Pelo outro lado, o Manaus mandou algumas bolas perigosas, mas sem capacidade de afastar o placar zerado que foi ao intervalo.

Segundo Tempo

De volta para dar segmento ao jogo, as equipes não apresentaram mudanças em seus esquemas táticos. Mas mexeram no comportamento e esquentaram o confronto, que voltou mais equilibrado e movimentado.

Logo nos primeiros minutos da etapa complementar, o volante André, do Santa, assustou o arqueiro Jonathan com um chute; situação retribuída ao goleiro coral Maycon Cleiton pouco depois pelo zagueiro Patrick, do Manaus. E assim se desenhou o novo ritmo da partida, também sem atingir o objetivo maior de marcar gols.

Buscando reverter a ausência de gols, as mudanças começaram. Dos dois lados. Mas apesar, das entradas de novas peças terem renovado o gás e iniciado o ar de ofensividade, nulo no primeiro tempo, as redes não foram balançadas e o jogo encerrou zerado.

FICHA DO JOGO
Manaus (0)
Jonathan; Edvan, Luis Fernando, Patrick (Ramon) e Rennan; Márcio Passos, Janeudo (Carrilho) e Jandy; Rodrigo Fumaça, Luizinho (Matheuzinho) e Paulinho Simionato (Hamilton). Treinador: Luizinho Lopes

Santa Cruz (0)
Maycon Cleiton; Danny Morais, Elivelton e Denílson; Toty, Tinga (Jeremias - João Cardoso), André, Didira, Augusto Potiguar (Mayco Félix) e Negueba (Jáderson); Victor Rangel. Treinador: Marcelo Martelotte

Local: Estádio Vivaldo Lima ou Arena da Amazônia, em Manaus
Horário: Às 19h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Ruy Cesar Lavarda Ferreira (MS) e Marcos dos Santos Brito (MS)
Cartões amarelos: Márcio Passos (MAN) e João Cardoso (STA)