Futebol Nacional

PRIMEIRA LIGA

Primeira Liga anuncia fim de torneio e propõe criação de associação nacional de clubes

Decisão foi tomada depois de uma reunião na sede do América, em BH

postado em 25/06/2019 15:33 / atualizado em 25/06/2019 17:04

<i>(Foto: Divulgação/Primeira Liga)</i>
Representantes dos clubes filiados à Primeira Liga anunciaram o fim da competição homônima, disputada em 2016 e 2017. Segundo comunicado divulgado nesta terça-feira (leia a íntegra no fim desta matéria), as equipes entendem que o “calendário do futebol brasileiro já está superlotado”, por isso a decisão de descontinuar o torneio.


Clubes membros da Primeira Liga se reuniram na sede do América, no Boulevard Shopping, em Belo Horizonte, na tarde desta terça-feira. Uma nova proposta surgiu desse encontro. “A Primeira Liga se propõe a contribuir para a construção de uma Associação Nacional de Clubes, a fim de trabalhar com foco na unificação das agremiações em busca de melhorias para o futebol brasileiro”, diz a nota.

 

Presidente do América e da Primeira Liga, Marcus Salum deu explicações sobre o fim do torneio após a reunião desta terça. “Depois de muita tentativa, percebemos que não é possível organizar um torneio que não tivesse o porte dos já existentes. Falamos com televisão, CBF, mas vivemos um momento decisivo. Os clubes têm passado por dificuldades, o futebol brasileiro está em transformação, e viemos discutir isso, acho que demos um passo para frente. Vamos mudar o foco da Primeira Liga, no sentido que não vamos mais organizar uma competição, pois o calendário não permite, e não queremos começar um torneio que não tenha representatividade nem projeção nacional. A partir daí vamos fazer uma agenda nacional para contribuir para o futebol, os clubes podem se organizar e trabalhar com as entidades. Hoje (terça-feira), estamos começando a desenvolver isso, e essa ideia é buscar soluções para o futebol brasileiro, os clubes têm sofrido. Elencamos questões, mas tem muito mais pontos para se trabalhar. Foi um dia especial para o futebol brasileiro, especialmente para os participantes”.

 

<i>(Foto: Daniel Hott/América)</i>
A Primeira Liga conta, atualmente, com 19 membros (16 remanescentes e três convidados). Avaí, Coritiba, Cruzeiro, Figueirense e Flamengo não estiveram presentes na reunião decisiva desta terça, mas Salum aprovou a conversa na sede do América.

 

“Isso é trabalho, e eu me dispus, junto do vice Leonardo (de Oliveira), a buscar isso. Flamengo não veio pois é uma nova administração e temos pouco contato. Mas, Fluminense veio, Grêmio, Internacional, Athletico Paranaense. O Cruzeiro não. pois vive um momento difícil, mas tive contato com Itair (Machado) e ele disse que o Wagner (Pires de Sá) viria, mas hoje não veio. Mesmo assim, estão alinhados com a gente. Corinthians veio também. Mas a afinidade são as ideias. Não é um movimento de fazer nada diferente, é de trabalhar pautas. Vocês não têm noção o que sofre um presidente de clube, estamos sendo dizimados moral e fisicamente, pois é uma ditadura de coisas que outros ganham, cobram, e não podemos mudar. Só vamos mudar se os clubes se organizarem. Todos trabalham, e os clubes unificados contribuem mais. A pauta é comum, mas não vamos obrigar ninguém a aderir. Quem quiser, será bem recebido para desenvolver o trabalho em conjunto”, disse o presidente do América. Veja, ao fim desta matéria, os clubes que estiveram presentes na reunião.

 

Primeira Liga foi disputada em duas edições. Em 2016, o Fluminense venceu o Athletico Paranense (1 a 0) na decisão, disputada em Juiz de Fora. No ano seguinte, o Atlético perdeu o título para o Londrina na final, no Paraná. O jogo ficou nem 0 a 0 no tempo normal. Nos pênaltis, o time paranaense venceu por 4 a 2.

 

Comunicado Oficial - Primeira Liga


A Primeira Liga, por meio de reunião entre representantes de clubes fundadores, filiados e convidados, definiu nesta terça-feira suas novas diretrizes de atuação.

Após o debate, os clubes decidiram uma proposta de ajuste e evolução da Primeira Liga, que vai trabalhar em prol do futebol brasileiro, solucionando questões relevantes e pertinentes a todos os clubes.

A principal definição é de que a Primeira Liga não vai mais organizar uma competição, pois entende que o calendário do futebol brasileiro já está superlotado.

Desta forma, a Primeira Liga se propõe a contribuir para a construção de uma Associação Nacional de Clubes, a fim de trabalhar com foco na unificação das agremiações em busca de melhorias para o futebol brasileiro, tais como:

- Aperfeiçoamento e modernização das legislações esportiva, trabalhista e tributária;
- Regularização da intermediação de negócios no futebol;
- Captação de novas receitas no mercado para o futebol;
- Entre outras;

Os Clubes irão trabalhar conjuntamente com as entidades de administração do desporto na busca de soluções para o crescimento do futebol brasileiro.

 

Representantes dos clubes na reunião desta terça-feira

Marcus Vinicius Salum - Presidente do América Futebol Clube 

 

Claudio Aparecido Canuto – Presidente do Londrina Esporte Clube

 

Leonardo de Oliveira – Presidente do Paraná Clube

 

Marcelo Penha Ribeiro - Representante do Fluminense Football Club

 

Edu Pesce Filho – Representante do Grêmio Esportivo Brasil

 

Jaime Dal Farra – Presidente do Criciúma Esporte Clube

 

Eduardo Arruda – Representante do Ceará Sporting Club

 

Romildo Bolzan – Presidente do Grêmio Foot-Ball Alegrense

 

Felipe Dallegrave – Representante dp Sport Club Internacional

 

Lucas Ottoni - Representante do Clube Atlético Mineiro

 

Plínio D. de Nes Filho – Presisdente da Associação Chapecoense de Futebol

 

Rodrigo Gama Monteiro – Representante do Club Athletico Paranaense

 

Ecival Martins – Presidente do Vila Nova Futebol Clube

 

Vicente Cândido – Representante do Sport Club Corinthians Paulista

Tags: Primeira Liga atleticomg americamg cruzeiroec