Futebol Nacional

CRISE FINANCEIRA

CBF destinará R$ 19 milhões para auxiliar clubes e federações

Medidas de apoio contemplarão cerca de 140 instituições

postado em 06/04/2020 18:16

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Na tarde desta segunda-feira, a CBF anunciou que tomará medidas de apoio financeiro aos clubes e federações. A entidade destinará cerca de R$ 19 milhões para auxiliar equipes das Séries C e D do Campeonato Brasileiro Masculino e Séries A1 e A2 do Feminino.

O apoio será feito com valores equivalentes à média de duas folhas salariais dos atletas de cada competição. Entre os 140 clubes que serão beneficiados com a ação, a partir desta terça-feira, estão Boa Esporte, que está na Série C, e os representantes do estado na Série D, que podem ser a Caldense e o Villa Nova, que almeja a vaga do Patrocinense, desistente.

“Vivemos um momento inédito, de crise mundial, cuja extensão e consequências ainda não podem ser calculadas. É necessário, portanto, agir com critério e responsabilidade. O nosso objetivo, com essas novas medidas, é fornecer um auxílio direto imediato. Mas, além disso, temos que seguir trabalhando para assegurar a retomada do futebol brasileiro no menor prazo possível, quando as atividades puderem ser normalizadas”, disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo, em nota oficial divulgada pela entidade. 

No total, R$ 19.120.000,00 serão serão destinados ao apoio. Para os 68 clubes da Série D do Campeonato Brasileiro Masculino, o auxílio individual será de R$ 120 mil, totalizando R$ 8.160.000,00. Já as 20 equipes da Série C receberão R$ 200 mil cada, somando R$ 4 milhões.

Na Série A1 do Brasileirão Feminino, cada time embolsará R$ 120 mil, resultando em R$ R$ 1.920.000,00 ao todo. Para os 36 clubes da Série A2, auxílio individual será de R$ 50 mil, totalizando R$ 1.800.000,00.

Por fim, a CBF ainda disponibilizará R$ 120 mil para cada Federação Estadual, somando um gasto de R$ 3.240.000,00. Além dessas medidas emergenciais, a entidade maior do futebol brasileiro afirmou que manterá seu compromisso com o investimento no futebol.

“Vamos manter os investimentos para permitir a realização das competições previstas para 2020. O nosso maior compromisso para preservar clubes e empregos é fazer a indústria do futebol voltar a funcionar quando a retomada for possível”, completou Rogério Caboclo.

Tags: cbf caldense série c federações interiormg villa nova série d Boa