Palmeiras

COPA LIBERTADORES

Palmeiras 'acorda' no segundo tempo, goleia o Godoy Cruz e avança na Libertadores

Com quatro gols na etapa final, time brasileiro garante classificação

postado em 30/07/2019 23:48

<i>(Foto: Nelson Almeida/AFP)</i>
O Palmeiras goleou o Godoy Cruz por 4 a 0, nesta terça-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, espantou o princípio de crise e garantiu vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. O resultado, conquistado graças a um bom desempenho no segundo tempo, encerrou o jejum de cinco jogos sem vitórias do time alviverde e acalmou os seus torcedores.

Na próxima fase, a equipe do técnico Felipão enfrentará o vencedor do confronto entre Grêmio e Libertad. O time gaúcho bateu o adversário no jogo de ida por 2 a 0 e a volta, no Paraguai, acontece nesta quinta-feira. Antes disso, o Palmeiras tentará reagir no Campeonato Brasileiro. Depois de perder a liderança para o Santos no final de semana, o clube alviverde buscará retomar a ponta no clássico contra o Corinthians, neste domingo, na Arena Corinthians.

O time chega embalado graças aos gols de Raphael Veiga, Borja, Gustavo Scarpa e Dudu. Depois de um primeiro tempo ruim, o Palmeiras voltou ligado na etapa final, contou com a ajuda polêmica do VAR (árbitro de vídeo) para abrir o placar em cobrança de pênalti e depois ampliou a vantagem sem muito esforço.

O jogo 

Felipão repetiu o time do jogo de ida, que terminou empatado por 2 a 2, mas mudou o posicionamento dos jogadores ofensivos. Raphael Veiga começou aberto pela esquerda, Willian pela direita, Dudu centralizado e o colombiano Borja como centroavante. O time era muito superior ao adversário, mas tinha dificuldades para concluir a gol.

Com 20 minutos, Dudu trocou de posição com Raphael Veiga. A partida, no entanto, seguia truncada no meio de campo. O Godoy Cruz não passava da intermediária. O Palmeiras ia um pouco mais longe, mas pecava no último passe. A dificuldade em chegar ao gol adversário, aos poucos, passou a deixar o time anfitrião nervoso e sua torcida, impaciente. Os visitantes aproveitaram para assustar em chute de falta de Andrade, que o goleiro Weverton defendeu no meio do gol.

Empurrado pelos torcedores, o Palmeiras começou a etapa final mais ligado e teve a primeira boa chance de abrir o placar logo aos três minutos em cabeceio de Gustavo Gómez, que Mehring defendeu no susto. Na sequência, Borja tentou tomar a frente do zagueiro dentro da área e a bola tocou na mão de Varela. O árbitro mandou o jogo seguir, mas depois foi acionado pelo VAR e assinalou um pênalti duvidoso. Raphael Veiga cobrou no canto direito do goleiro e fez: 1 a 0 para alívio do torcedor alviverde.

O Palmeiras se soltou depois de abrir o marcador. Hyoran e Gustavo Scarpa, que entraram em campo, obrigaram Mehring a fazer boa defesa antes que o segundo gol saísse. Aos 28 minutos, o goleiro do Godoy Cruz se atrapalhou para afastar e Borja aproveitou para ampliar.

Gustavo Scarpa entrou muito bem na partida e acertou a trave em chute de fora da área. Pouco depois aproveitou cruzamento de Dudu e mandou para as redes. O Godoy Cruz ainda terminou o jogo com um a menos após expulsão de Manzur por entrada em Dudu. O atacante respondeu com gol ao invadir a área e mandar uma bomba para as redes.

PALMEIRAS 4 X 0 GODOY CRUZ

PALMEIRAS 
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa); Dudu, Willian (Hyoran) e Borja (Deyverson)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

GODOY CRUZ
Mehring; Arena (Prieto), Varela, Cardona e Breitenbruch; Andrada, Gutiérrez e Bullaude; Merentiel, Santiago García e Brunetta (Manzur)
Técnico: Lucas Bernardi

Local: Estádio Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: terça-feira, 30 de julho
Árbitro: Esteban Ostojich (FIFA/URU)
Público: 35.666 torcedores
Renda: R$ 2.515.490,05
Cartões amarelos: Bruno Henrique e Raphael Veiga (PAL); Cardona e Varela (GOD)
Cartão vermelho: Manzur (GOD)
GOLS: Raphael Veiga (pênalti), aos 12, Borja, aos 28, Gustavo Scarpa, aos 38, e Dudu, aos 48min do 2ºT

Tags: Godoy Cruz palmeiras futinternacional libertadores2019