Tênis

MASTERS 1000 DE MONTREAL

Stan Wawrinka abandona jogo por lesão e pede punição a australiano após provocação

Suíço acabou eliminado do torneio, pois abandonou o jogo alegando dores lombares

postado em 13/08/2015 10:31 / atualizado em 13/08/2015 10:37

Minas Panagiotakis/AFP
O suíço Stan Wawrinka acabou sendo eliminado já em sua estreia no Masters 1000 de Montreal, em jogo encerrado no início da madrugada desta quinta-feira, quando acabou amargando uma noite para esquecer em sua carreira. Por causa de dores lombares, ele abandonou o confronto que travava com o australiano Nick Kyrgios quando perdia o terceiro set por 4/0, depois de ter vencido o primeiro por 7/6 (10/8) e sido batido por 6/3 no segundo. Além disso, o atual campeão de Roland Garros deixou a quadra indignado com uma provocação do seu adversário, que qualificou como "inaceitável" após o duelo.

Por meio de uma página no Twitter, o terceiro cabeça de chave da competição canadense cobrou uma punição da ATP a Kyrgios depois que um dos microfones que captavam o som na quadra da partida flagraram ele dizendo que Thanasi Kokkinakis, outro tenista da Austrália, já dormiu com a croata Donna Vekic, que é declaradamente uma namorada de Wawrinka.

"Não há nenhuma necessidade para este tipo de comportamento em quadra e espero que o órgão dirigente deste esporte não fique parado e defenda a integridade do esporte que trabalhamos tanto para construir", cobrou o suíço de 30 anos de idade ao comentar a atitude polêmica do seu adversário de 20 anos.

Wawrinka não escondeu a decepção por ter sido alvo de uma provocação deste tipo, lembrando que não cometeria essa atitude nem "com seu pior inimigo". "É muito decepcionante ver um atleta e colega ser tão desrespeitoso, de uma forma que eu não poderia imaginar. O que foi dito eu não diria ao meu pior inimigo. Baixar tanto o nível não é apenas inaceitável, como também vai além da compreensão", reclamou.

Durante o duelo encerrado na madrugada desta quinta, é possível ouvir Kyrgios dizendo: "Kokkinakis f… sua namorada. Desculpe te contar isso, companheiro". Naquele momento, porém, Wawrinka não ouviu a provocação, que depois foi tema de questionamentos ao tenista australiano após o duelo. E o jovem jogador afirmou ter dito a frase polêmica "no calor do momento". "Não sei, apenas disse. Pensei que ninguém havia escutado", reconheceu.

Wawrinka, atual quinto tenista do ranking mundial, anunciou em abril passado que tinha se separado da sua esposa, com a qual tem uma filha. Já Donna Vekic, apontada como sua atual namorada e hoje 127ª colocada do ranking feminino, já atuou em duplas mistas ao lado de Kokkinakis, também de 19 anos e hoje 76º jogador da ATP, na edição de 2014 do Aberto da Austrália.

O livro de regras da ATP prevê uma multa de até US$ 10 mil por incidentes de abuso verbal e conduta antidesportiva. E o técnico de Wawrinka, o ex-tenista sueco Magnus Norman, também criticou a atitude de Kyrgios. "Isso foi realmente muito, muito baixo", reclamou o treinador, também por meio do Twitter, no qual depois completou: "Espero que você tenha pessoas ao seu redor que te ensinem uma coisa ou duas sobre a vida nesta noite. Muito ruim".

Com a vitória sobre Wawrinka, Kyrgios avançou às oitavas de final do Masters 1000 de Montreal e terá como próximo adversário o norte-americano John Isner, que na última quarta-feira derrotou o canadense Vasek Pospisil por 2 sets a 1, com 7/6 (7/1), 4/6 e 6/3.