Tênis

TÊNIS

Osaka é multada em R$ 78 mil e pode ser banida de Roland Garros

Além de ser multada, tenista foi notificada que pode ser desclassificada do Grand Slam de Paris se continuar não aparecendo na sala de imprensa

postado em 30/05/2021 16:09 / atualizado em 30/05/2021 16:24

(Foto: Al Bello/AFP)

Naomi Osaka chegou à França para disputar Roland Garros falando que não aceitaria imposição da organização para comparecer às entrevistas coletivas com intuito de "proteger sua saúde mental". Cumpriu com a promessa após ganhar na estreia, neste domingo, mas recebeu um duro contragolpe dos organizadores Além de ser multada em US$ 15 mil (aproximadamente R$ 78 mil), ainda foi notificada que pode ser desclassificada do Grand Slam de Paris se continuar não aparecendo na sala de imprensa.

"Naomi Osaka escolheu hoje (30/05) não cumprir suas obrigações contratuais com a imprensa. Roland Garros aplicou uma multa de 15 mil dólares a ela. Avisamos a Naomi Osaka que se continuar a rejeitar suas obrigações com a mídia durante o torneio, poderá sofrer sanções mais duras, incluindo a exclusão do torneio", divulgou comunicado a organização do evento disputado no saibro em Paris.

Os organizadores do evento ainda disseram que as infrações pelo código de conduta nas competições podem gerar infrações ainda mais graves. O desfalque no bolso é pouco para a tenista, que embolsou mais de US$ 55 milhões no circuito ano passado, mas a ausência em grandes competições pode fazê-la mudar rapidamente de opinião.

"Violações repetidas provocam punições mais duras, entre elas a exclusão de um torneio", seguiu a organização. "E até abertura de investigação que pode gerar penalidades mais importantes, como uma suspensão dos torneios Grand Slans."

Bicampeã do Aberto da Austrália e do US Open, Osaka não deve insistir na ideia de evitar a imprensa em Paris sob a ameaça de ser retirada dos mais importantes e rentáveis torneios da WTA.

Após estrear com vitória sobre a romena Patrícia Maria Tig, 63 do ranking, por 6/4 e 7/6 (4), ela se limitou a dar rápida entrevista para o ex-tenista Fabrice Santoro, que trabalha para o evento, ao dizer que "o trabalho está progredindo".