Tênis

WIMBLEDON

Djokovic elimina sul-africano e avança à 3ª rodada em Wimbledon

Atual número 1 do mundo mostrou muita solidez e venceu com facilidade Kevin Anderson

postado em 30/06/2021 11:58

(Foto: Ben STANSALL / AFP)
Prejudicada pela chuva em Londres nos dois últimos dias, a programação de jogos do Torneio de Wimbledon está tendo nesta quarta-feira confrontos pela primeira rodada. Beneficiado por poder jogar em quadras cobertas no complexo do All England Club, o sérvio Novak Djokovic fez sua estreia na segunda-feira e nesta quarta encarou o sul-africano Kevin Anderson pela segunda rodada. O atual número 1 do mundo mostrou muita solidez e ganhou com facilidade por 3 sets a 0 - com um triplo 6/3, após 1 hora e 10 minutos.

Com a vitória, Djokovic se garantiu pela 12.ª vez consecutiva na terceira rodada em Wimbledon e se aproximou ainda mais do recorde do americano Jimmy Connors (na Era Aberta), que conseguiu o feito por 14 anos consecutivos, entre 1972 e 1985. Na próxima fase, o sérvio enfrentará o vencedor da partida entre o americano Denis Kudla, que veio do qualifying, e o italiano Andreas Seppi.

Em busca do 20.º título de Grand Slam na carreira, tentando igualar o recorde do espanhol Rafael Nadal e do suíço Roger Federer, Djokovic pode ser o quinto tenista da história a vencer os três primeiros Slam em um mesmo ano, repetindo Jack Crawford (1933), Don Budge (1938), Lew Hoad (1956) e Rod Laver (1962 e 1969). Ele também pode ser o 12.º a conseguir a dobradinha Roland Garros, em Paris, e Wimbledon.

Se desta vez o sérvio não teve tantos aces como os 25 da estreia, terminando com apenas nove, o desempenho com o saque continuou muito bom, vencendo 85% dos pontos com a primeira bola e 69% com a segunda. Djokovic não encarou um break-point sequer contra e conseguiu anotar quatro quebras em oito oportunidades contra Anderson, que teve 11 aces e quatro duplas faltas na partida.

OUTROS JOGOS - Em confrontos ainda pela primeira rodada, um dos destaques foi a vitória do italiano Matteo Berrettini. Campeão do ATP 500 de Queen's, em Londres, na semana passada, o cabeça de chave número 7 bateu o Guido Pella por 3 sets a 1 - com parciais de 6/4, 3/6, 6/4 e 6/0. Agora terá agora um adversário de jogo pesado pela frente - contra o holandês Botic van de Zandschulp, que perdeu no qualifying mas entrou com desistências na chave.

A surpresa até o momento foi a eliminação na estreia do americano John Isner, derrotado pelo japonês Yoshihito Nishioka por 3 sets a 2 - parciais de 7/6 (7/5), 2/6, 6/3, 6/7 (3/7) e 6/4. Na segunda rodada, o tenista oriental enfrentará o esloveno Aljaz Bedene.

Outro japonês na chave principal, Kei Nishikori teve uma estreia tranquila e passou pelo australiano Alexei Popyrin com um triplo 6/4. Agora número 53 do ranking da ATP, ele fez quartas de final em Wimbledon nas duas últimas edições (2018 e 2019). Encara o australiano Jordan Tompson, que ganhou do norueguês Casper Ruud. Quem vencer, poderá encarar o veterano francês Jeremy Chardy, que se adapta muito bem à grama e passou pelo russo Aslan Karatsev, cabeça 20, por 3 sets a 0 - parciais de 7/6 (7/4), 7/6 (8/6) e 6/3.

Tags: djokovic wimbledon maisesportes kevin anderson