Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro antecipa concentração antes de semifinal contra o Internacional na Copa do Brasil

Jogadores ficarão confinados na Toca da Raposa 2 até quarta-feira

postado em 05/08/2019 17:26 / atualizado em 05/08/2019 19:21

<i>(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)</i>
O Cruzeiro antecipou a concentração dos jogadores visando à partida contra o Internacional, quarta-feira, às 21h30, no Mineirão, pela ida das semifinais da Copa do Brasil. Os atletas ficarão confinados na Toca da Raposa II a partir desta segunda. Em entrevista coletiva, o atacante Pedro Rocha considerou importante a decisão da comissão técnica, já que a equipe vive fase ruim na temporada - não faz gol há sete jogos e só ganhou um dos últimos 17 duelos.


“A concentração ela às vezes costuma ser, não digamos chata, mas nem todo jogador gosta, porque todo jogador gosta de estar com a família, ficar com os filhos, isso é importante. Mas em momentos como este ela é fundamental, é justamente para se ter uma conversa mais aberta, colocar as coisas nos trilhos, aquilo que infelizmente não vem dando certo para que a gente possa acertar. Primeiro, teoricamente, na conversa, e depois dentro de campo. Essa concentração a partir de hoje vai nos dar segurança e uma tranquilidade maior para acertar o que precisamos acertar”, afirmou.

Depois da derrota de domingo para o Atlético, por 2 a 0, no Independência, Mano Menezes se reuniu com a diretoria e colocou o cargo à disposição. Entretanto, a cúpula celeste entendeu que o melhor caminho era dar continuidade ao trabalho do treinador, à frente do elenco desde julho de 2016. Pedro Rocha concordou com a decisão tomada pelo clube.


“O Mano já está aqui há três anos, conhece o grupo, o clube, e todos que aqui trabalham. A saída dele não seria o ideal, porque gosto muito dele, é um grande treinador. Ele já passou por muitos momentos como estes. Então, ele sabe muito bem como lidar com este tipo de situação. A gente está junto com ele e claro que a gente tem parcela de culpa nisso, porque a gente não vem rendendo o que ele espera, o que eles nos passa, e estamos juntos para fazer o melhor para ajudar o Cruzeiro a dar essa volta por cima”.


Conforme o camisa 32, o momento é de todos se unirem para tirar o Cruzeiro da fase negativa. “Nesse momento, é difícil (falar). É só entre nós jogadores mesmo. Quando você está na fase boa, que está tudo dando certo, é que os jogadores estão juntos com a comissão, todo mundo caminhando para o mesmo lado. Para sair dessa situação, acredito que tem de ser da mesma forma. Temos isso em mente e acreditamos que o momento é de se abraçar. Não adianta ficar de mal, não querer falar com o outro, porque assim as coisas não acontecem. Temos de nos abraçar e mostrar que somos um grupo, porque só assim sairemos dessa situação”.

No segundo semestre de 2019, o Cruzeiro apostará suas fichas na Copa do Brasil, torneio do qual é o maior campeão, com seis títulos, e bi consecutivo, em 2017 e 2018. Recentemente, o time foi eliminado pelo River Plate nas oitavas de final da Copa Libertadores, com derrota nos pênaltis por 4 a 2, depois de empates por 0 a 0 em Monumental de Núñez e Mineirão. No Brasileiro, a equipe de Mano Menezes está na zona de rebaixamento, em 17º lugar, com dez pontos em 13 rodadas.

Tags: internacional cruzeiro internacionalrs copadobrasil interiormg