Cruzeiro

CRUZEIRO

E-Flix rompe com Cruzeiro, que perde times de Free Fire, Fifa e LOL

Anúncio foi feito pela empresa por meio de nota, nesta terça-feira

postado em 23/03/2021 16:54 / atualizado em 23/03/2021 19:42

(Foto: Reprodução/Twitter/@CruzeiroeSports)
* Nota atualizada às 19h41 com o posicionamento do Cruzeiro

Menos de dois anos depois de anunciar a entrada no mercado de eSports, o Cruzeiro perdeu seus times de Free Fire, Fifa e League of Legends (LOL).

Nesta terça-feira, a E-Flix, empresa que gerenciava a marca do clube nos esportes virtuais, rompeu o contrato. O anúncio foi feito por meio de nota divulgada nas redes sociais.

“E-Flix e Cruzeiro seguirão rumos desassociados a partir de agora. As equipes de League of Legends, Freefire e FIFA desenvolvidas e gerenciadas pela E-Flix deixam de exibir a nomenclatura Cruzeiro eSports, de modo que E-Flix não responderá mais por qualquer iniciativa de esportes eletrônicos do clube”, escreveu a E-Flix. 

“De igual forma, os atletas contratados pela E-Flix encerram seus contratos de imagem junto ao Cruzeiro. Além disso, reitera-se que as vagas nos campeonatos disputados, especialmente no CBLOL e na LBFF, são de titularidade exclusiva da E-Flix”, complementou a companhia.

CEO da E-Flix, Marcelo Fadul também escreveu em seu Twitter sobre a 'despedida'. “Ciclo terminado e sonho realizado com a criação de um departamento inteiro de eSports no time que sou torcedor apaixonado. Considero que representamos muito bem essas 5 estrelas. Vida longa ao CRZ”, publicou.

De acordo com a E-Flix, o fim da parceria se deu conforme “previsão contratual que facultava às partes a dissolução do vínculo”.

Veja a nota divulgada pela E-Flix nesta terça:

No dia 22 de março de 2021, nós comunicamos a rescisão do contrato de licenciamento de marca firmado com o Cruzeiro Esporte Clube para criação e gestão das equipes de eSports daquela entidade. A extinção da relação entre as duas organizações se deu conforme previsão contratual que facultava às partes a dissolução do vínculo.

Assim sendo, E-Flix e Cruzeiro seguirão rumos desassociados a partir de agora. As equipes de League of Legends, Freefire e FIFA desenvolvidas e gerenciadas pela E-Flix deixam de exibir a nomenclatura Cruzeiro eSports, de modo que E-Flix não responderá mais por qualquer iniciativa de esportes eletrônicos do clube.

De igual forma, os atletas contratados pela E-Flix encerram seus contratos de imagem junto ao Cruzeiro. Além disso, reitera-se que as vagas nos campeonatos disputados, especialmente no CBLOL e na LBFF, são de titularidade exclusiva da E-Flix, que continuará a exercer seu direito de participação nos próximos splits das competições. A operação foi informada à Riot Games, que está ciente da mudança, e a empresa está de acordo com o plano de transição apresentado pela E-Flix.

Nós celebramos e agradecemos ao Cruzeiro por toda a trajetória e pelos excelentes momentos ao longo deste período de parceria.

“Desejamos grande sucesso ao Cruzeiro em suas iniciativas futuras no segmento de eSports. Trabalhamos para que a modalidade se torne cada vez mais relevante enquanto fenômeno desportivo e cultural”, afirma nossa diretoria.

Cruzeiro é pego de surpresa


À noite, o Cruzeiro publicou um comunicado no qual manifestou a surpresa com a "decisão abrupta" unilateral tomada pela E-Flix. O clube informou ainda que seu departamento jurídico tomará as medidas cabíveis e que o projeto de eSports terá continuidade em formato a ser divulgado em momento oportuno.

Leia a nota oficial do Cruzeiro:

O Cruzeiro Esporte Clube informa que foi surpreendido com a decisão abrupta por parte da E-Flix, que resolveu rescindir e comunicar de forma unilateral a parceria que existia entre as partes.

O Clube destaca que, antes da decisão, a E-Flix não manifestou qualquer tipo de insatisfação, e lamenta que a empresa - que ganhou projeção nacional junto à comunidade gamer e participações em campeonatos após se aliar à gigantesca marca Cruzeiro - tenha tomado tal atitude no momento de maior sucesso do projeto, em abandono a uma parceria sempre pautada pela boa-fé objetiva.

Dentro da parceria, que passou de um produto de licenciamento para modalidade esportiva de fato, foi feito recente aditivo com extensão do vínculo até 2025, movimentação esta que, somada à ativa participação e força da marca Cruzeiro, foi determinante para a entrada da E-Flix na Riot Games e no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL).

O Cruzeiro informa que seu Departamento Jurídico vai analisar o caso e tomará as medidas que entender cabíveis, em defesa do Clube e do seu projeto de eSports.

Por fim, o Cruzeiro esclarece que, em respeito à comunidade gamer e sua imensa torcida, dará continuidade ao seu projeto de eSports, em formato que será divulgado posteriormente, em um momento oportuno.

Tags: serieb games interiormg futnacional