Velocidade

FÓRMULA 1

Grosjean remove curativos e mostra recuperação da queimadura das mãos

Piloto se acidentou há seis semanas no GP do Bahrein, quando seu carro bateu contra o muro de proteção e imediatamente pegou fogo

postado em 12/01/2021 17:35

(Foto: Divulgação/Instagram/Grosjean)
Após passar por uma experiência que quase lhe tirou a vida, Romain Grosjean agora está em paz. O piloto se acidentou há seis semanas no GP do Bahrein, quando seu carro bateu contra o muro de proteção e imediatamente pegou fogo. Do episódio, ele carrega marcas nas mãos, que fez questão de compartilhar nesta terça-feira.

Grosjean colidiu com o muro logo após a largada. Ele ficou preso em seu bólido, sendo resgatado após cerca de 30 segundos. Foi levado ao hospital com lesões e queimaduras nas mãos, as quais exibiu em suas redes sociais.

Posando com seu gato, Grosjean celebrou a evolução de seus ferimentos e ainda brincou com o animal. "Minhas mãos estão de volta e Petrus não está muito feliz com isso". As imagens são fortes e o próprio piloto aconselhou a quem não se sente bem em avançar na publicação.

Após o acidente, Grosjean ficou internado por três dias e perdeu as duas últimas provas da temporada 2020 da Fórmula 1. O francês foi então substituído pela Haas pelo brasileiro Pietro Fittipaldi. Desde o fim do último campeonato, não tem vínculo com nenhuma equipe da categoria.

Em dezembro, o piloto tirou as ataduras da mão direita, que estava em melhores condições. Então, em janeiro, 39 dias após o acidente, retirou os curativos da mão esquerda de forma temporária. Agora, porém, a retirada das bandagens é de forma definitiva.

Tags: automobilismo acidente formula 1 maos curativo maiesportes romain grosjean