DA ARQUIBANCADA

Uhu, o Projeto Série B deu certo!

"Por tudo isso, nós, presidente e diretores do América, convocamos nossa fiel torcida para lotar nosso estádio no Campeonato Mineiro e na querida Série B"

postado em 03/12/2018 10:50 / atualizado em 03/12/2018 10:51

Divulgação/América

Assim como em 2011 e em 2016, também em 2018 o Projeto Série B deu certo! Nós, torcedores do América, temos de comemorar por muitos e muitos dias o sucesso dessa difícil e nobre empreitada conquistada com planejamento impecável, inteligência ímpar, conhecimento profundo do mundo do futebol e disposição incomum para alcançar o sucesso e o topo da fama para todos os envolvidos.

Efusivamente, cumprimento a esses vitoriosos com lágrimas nos olhos e o coração aos pulos de tanta emoção: o presidente Marcus Salum; os diretores      Anderson Racilan, Dower Araújo, Fabiano Jardim e Marco A. Batista; o diretor de futebol, Ricardo Drubscky; os treinadores Enderson Moreira (um dos responsáveis pela excepcional montagem do grupo) e Adilson Batista (pelas 11 partidas sem vitória, decisivas para o brilhantismo do Projeto Série B); e os craques Rafael Moura e Luan, dignos de aplausos e permanência eterna no América por suas atuações esplendorosas durante toda a competição, mas, em especial, no derradeiro jogo da temporada, quando foram decisivos para a derrota que nos levou aos píncaros da glória e ao êxito absoluto do Projeto Série B. Estão todos de parabéns! Uhu!

Por que os dirigentes americanos usaram todas as suas estratégias administrativas para que o Projeto Série B fosse vitorioso em 2018? Primeiro, o que é óbvio para mim, mas precisa ser dito para aqueles que ainda não compreenderam a lógica envolvida aí: na sua vida de todos os dias não é muito melhor trabalhar com MENOS do que com MAIS dinheiro em caixa? Pois é, no América é a mesma coisa. Para a presidência e diretores americanos começa assim: não sendo estrelas, os jogadores contratados não merecem e não exigem altos salários, que, se fossem pagos, poderiam vir a comprometer a saúde financeira de nossos empreendimentos imobiliários, centro de nossas atenções e fundamentais à existência de um clube de futebol.

Segundo, por que nós, presidente e diretores, deveríamos exigir que a empresa que administra o estádio Independência nos pagasse os 60 meses (ou mais) de aluguéis atrasados? Bobagem, mixaria, cerca de R$ 60 milhões, um pouco mais do que o fracassado Projeto Série A nos renderia em termos de cota de TV. Melhor não. Nosso negócio é MENOS e não MAIS dinheiro em caixa. Muito dinheiro só traz dor de cabeça, preocupações, perigo de corrupção, etc. Melhor não. Melhor seguirmos firmes nessa trajetória de sucesso do querido Projeto Série B. Uhu!

Terceiro, por qual motivo ético deveríamos cobrar os milhões que o Fluminense nos deve pela compra de Richarlison, efetuada dois anos atrás? A nós, presidente e diretores do América, nos orgulha saber que o garoto foi revelado aqui, está na Europa e chegou à Seleção Brasileira. É muita honra para um time de futebol de Belo Horizonte. Uai, sô, isso nos é bastante e nos deixa felizes, muito felizes. Uhu!

Por tudo isso, nós, presidente e diretores do América, convocamos nossa fiel torcida para lotar nosso estádio no Campeonato Mineiro e na querida Série B. Uhu!

Tags: americamg