UAI

2

Atlético: sem citar Pavón, dirigente ressalta norma ética para contratações

Alvo do Galo, atacante responde a crime de violência sexual na Argentina

31/01/2022 12:00 / atualizado em 31/01/2022 12:56
compartilhe
Em fim de vínculo com Boca, Pavón já pode assinar pré-contrato com outro clube
foto: ALEJANDRO PAGNI/AFP

Em fim de vínculo com Boca, Pavón já pode assinar pré-contrato com outro clube


Possível reforço do Atlético para o segundo semestre de 2022,  Cristián Pavón, do Boca Juniors, responde a acusação por violência sexual na Argentina. O processo, movido por Gisela Marisol Doyle contra o jogador de 26 anos, corre na Justiça do país desde 2019. O atacante nega as acusações e alega ser vítima de extorsão. 

Em entrevista ao Superesportes, o vice-presidente do Galo, José Murilo Procópio, não citou o nome de Pavón, mas garantiu que as contratações são analisadas minuciosamente pelo departamento jurídico para evitar problemas. O dirigente também ressaltou que uma norma ética do clube impede a chegada de atletas com responsabilidade criminal. 

"Quando o Atlético vai fazer uma contratação, nós examinamos a situação de todos. Uma coisa é acusação, outra coisa é denúncia, outra coisa é existir processo. Se o Ministério Público faz uma denúncia contra você, tem um processo. As acusações podem até acontecer. O Atlético, quando contrata alguém, formaliza uma contratação, examina muito bem. Não virá ninguém que tenha problemas de responsabilidade criminal. Nós não podemos contratar. Isso faz parte de um sistema de ética nosso. É feito uma análise. É uma norma nossa", declarou. 

Com menor poder financeiro para investir em contratações e com necessidade de vender atletas para bater metas, o Atlético busca reforços em que não precise investir grandes montantes. E Cristian Pavón, que pertence ao Boca Juniors, se encaixa nesse perfil.  O atleta tem vínculo com o clube argentino até o fim do primeiro semestre e já pode assinar um pré-contrato. 

A tendência é que Pavón não renove o seu contrato com o Boca Juniors. E o Atlético aparece como grande candidato para ser o novo clube do argentino a partir de julho. O diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano, admitiu que o atacante é observado. 

Natural de Córdoba, Cristián Pavón foi revelado pelo Talleres, clube de sua cidade. Ele está no Boca Juniors desde 2014. Durante o período,  foi emprestado ao Colón-ARG (2014) e ao Los Angeles Galaxy-EUA (2019/20). Pela Seleção Argentina, disputou a Copa do Mundo de 2018, convocado pelo técnico Jorge Sampaoli, ex-Atlético.  Em 2021, Pavón marcou quatro gols em 36 jogos com a camisa xeneize. Foram 2212 minutos em campo, no total. 

Veja todos os jogadores que iniciam a pré-temporada do Atlético





Compartilhe