UAI

2

Atlético apoia América e vai defender uso do VAR em toda a Libertadores

Galo vai fazer campanha para utilização do árbitro de vídeo em todos os jogos da competição na próxima temporada

14/04/2022 16:17 / atualizado em 14/04/2022 16:51
compartilhe
Ademir estava à frente de Maidana quando recebeu lançamento para marcar pelo Galo
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Ademir estava à frente de Maidana quando recebeu lançamento para marcar pelo Galo

O Atlético divulgou uma nota oficial na tarde desta quinta-feira e apoiou a cobrança do América junto à Conmebol para a utilização do árbitro de vídeo (VAR) em todas as fases da Copa Libertadores. O Coelho foi prejudicado no clássico da noite passada, no Mineirão, pelo Grupo D do torneio continental, e ficou na bronca com a entidade que comanda o futebol sul-americano.

O América vencia o clássico por 1 a 0 até os 40 minutos do segundo tempo, quando Ademir recebeu lançamento de Mariano e empatou. O assistente não identificou a posição irregular do atacante do Galo e validou o lance, para irritação dos dirigentes americanos.


O América enviou uma notificação à Conmebol para cobrar a utilização do VAR em todas as fases da Libertadores - atualmente, é utilizado apenas a partir das oitavas de final. A ação do Coelho será apoiada pelo Galo. O clube alvinegro vai pedir para que, no próximo ano, a competição tenha árbitro de vídeo em todas as fases.

"Diante das manifestações da direção do América Futebol Clube, registradas na noite de ontem, sobre a ausência do VAR na fase de grupos da Libertadores, o Galo manifesta total apoio. O Atlético se posiciona absolutamente favorável à utilização do VAR em todas as fases da competição. O Galo entende que o principal torneio de clubes da América do Sul, por sua envergadura e importância, não pode prescindir do recurso da arbitragem de vídeo, em todos os seus jogos. O Atlético informa que vai defender junto à Conmebol que, já no próximo ano, a Libertadores conte com o VAR em todas as suas etapas", publicou o clube alvinegro.


Explicação da Conmebol

Em entrevista recente à ESPN da Argentina, o ex-goleiro Nery Pumpido, atual diretor de desenvolvimento da Conmebol, explicou que o uso do VAR na fase de grupos da Copa Libertadores é inviabilizado por uma questão logística, e não de falta de recursos financeiros. Venezuela, Bolívia e Peru não têm estrutura e certificação para uso do VAR. Por consequência, árbitros dessas três confederações não têm certificados para utilizar essa tecnologia.

Pelo grande volume de jogos nesses países, tanto pela fase de grupos da Copa Libertadores como pela Copa Sul-Americana, torna-se inviável tecnicamente ter o VAR nesta instância das competições continentais.

Dessa forma, seria inviável implantar o sistema em apenas sete países que têm a certificação. Em fases futuras, com jogos pontuais em eventuais localidades sem essa estrutura, a Conmebol tomará providências para ter o VAR.

Gol de Ademir, para o Atlético, no clássico contra o América



Compartilhe