UAI

2

Jogo contra o Flamengo é crucial para o futuro de Turco Mohamed no Atlético

Diretor de futebol Rodrigo Caetano é quem ainda banca a permanência do argentino, que não é unanimidade dentro da diretoria atleticana

17/06/2022 16:46 / atualizado em 17/06/2022 17:07
compartilhe
Turco Mohamed está pressionado no Atlético
foto: Pedro Souza/Atlético

Turco Mohamed está pressionado no Atlético



O futuro do técnico Turco Mohamed no Atlético passa pelo jogo contra o Flamengo, neste domingo, às 16h, no Mineirão. Caso o Galo não consiga o resultado positivo diante do Rubro-Negro, o técnico perderá o emprego. A permanência do treinador já não é unanimidade na diretoria, mas o trabalho do argentino ainda tem apoiadores.
 
A informação foi divulgada pela ESPN nessa quinta-feira e confirmada pelo Superesportes. A reportagem apurou que alas da diretoria estão extremamente insatisfeitas com o trabalho do argentino no Atlético.

Mas a demissão ainda não aconteceu porque as decisões são tomadas em conjunto no clube pelo órgão colegiado, formado pelo presidente Sérgio Coelho, pelo vice José Murilo Procópio e pelos 4 R's: Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador.
 
Quem puxa a defesa pelo técnico é Rodrigo Caetano, diretor de futebol. O dirigente aposta na continuidade para fazer o Atlético dar a volta por cima na temporada. Defensor de trabalhos mais longevos, ele é contra a demissão de Turco Mohamed. Mas a pressão interna parece cada vez mais insustentável.

"É legítima a insatisfação, vamos deixar bem claro. Nós também não estamos satisfeitos, os atletas também não. Porém, a cada momento de oscilação, de dificuldade, a gente ficar substituindo profissionais, é mais do mesmo. A gente aqui vai trabalhar do contrário, vai trabalhar para recuperar o bom desempenho, recuperar os resultados, com uma sequência de bons resultados, para que a gente consiga manter o trabalho como vem sendo feito até o presente momento", disse o diretor de futebol na última segunda-feira.

Por outro lado, alguns dirigentes sentem a necessidade de mudança. A cobrança pela troca no comando começou há algumas semanas, quando o Galo perdeu para o Tolima, em casa, pela Copa Libertadores. E a pressão vem aumentando a cada resultado negativo.

Pesa contra a demissão a dificuldade para encontrar um nome de consenso para comandar a equipe.

Outro fator importante a ser citado é o apoio dos jogadores. O elenco quer a continuidade de Turco Mohamed. Os jogadores entendem que também são culpados pela fase ruim da equipe (são quatro jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro). O ambiente interno na Cidade do Galo é favorável ao treinador argentino.

Ranking das maiores dívidas do futebol brasileiro



Jogo importante


O jogo contra o Flamengo é importante para a sequência do Atlético no Campeonato Brasileiro. O Alvinegro está sete pontos atrás do líder Palmeiras e precisa do resultado positivo para não deixar o rival abrir ainda mais distância.

O torcedor do Galo, mesmo incomodado com a continuidade de Turco Mohamed, vai ao Mineirão para empurrar a equipe. Mais de 48 mil ingressos foram vendidos para o jogo contra o rival carioca.


Compartilhe