UAI

2

Galo x São Paulo: foi pênalti em Hulk? Comentaristas de arbitragem avaliam

Sandro Meira Ricci, da TV Globo, e Márcio Rezende, da Itatiaia, entenderam que o lance é interpretativo

11/07/2022 09:17 / atualizado em 11/07/2022 20:18
compartilhe
Daronco entendeu que não houve penalidade máxima
foto: Alexandre Guzanshe / EM DA PRESS

Daronco entendeu que não houve penalidade máxima

O lance do futebol brasileiro que gerou grande discussão no domingo ocorreu no jogo entre Atlético e São Paulo, no Mineirão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Aos 37 minutos do segundo tempo, Miranda dá um tranco em Hulk dentro da área e toca a bola. O árbitro Anderson Daronco (Fifa/RS) viu o lance como normal. Ele não foi chamado para revisão pelo VAR.


Em lances interpretativos, o árbitro deve ser chamado ao monitor se descrever a jogada de forma diferente do que o vídeo mostrar e se o VAR acreditar que a decisão dentro de campo tiver sido completamente errada.

Durante a transmissão do Premiere, Ricci titubeou ao dizer que houve pênalti, mas no fim da avaliação considerou que o "lance tende a ser normal". Já Márcio Rezende disse que foi penalidade máxima, porém entende a postura de Daronco ao não marcar a falta.

Fotos da torcida do Atlético no jogo contra o São Paulo, no Mineirão


Sandro Meira Ricci


"Minha opinião é de que houve a penalidade, porque o Hulk é quem tira a bola do local; o Miranda acaba acertando ele. O Daranco deu escanteio. A grande questão é saber se o Miranda consegue tocar na bola ou não. Para mim o Hulk tira a bola, mas tem um contato pequeno do Miranda na bola sim, que acaba desviando, o que poderia ter a interpretação de não pênalti. É um lance de difícil interpretação. O Miranda parece que toca na bola e, se ele toca na bola, aí é um lance que tende a ser normal".

Atlético 0 x 0 São Paulo: fotos do jogo no Mineirão pelo Brasileiro (10/7/2022)


Márcio Rezende


"O Miranda, eu falo isso na hora da transmissão, raspa o pé na bola e depois pega o Hulk no meio, para mim houve o pênalti, mas respeito a interpretação do Daronco, porque como há um toque na bola antes, torna-se um lance de interpretação e, por isso, o VAR não o chama (...). Eu continuou achando pênalti, mas quando o Miranda toca na bola já parte para o campo da interpretação. Eu marcaria, mas respeito a posição do Daronco por causa disso. A gradação da falta diminui com o toque na bola, mas não acaba a falta. O Miranda, no mínimo, por imprudência, deveria ser punido".



Compartilhe