UAI

2

STJD pretende ouvir Daronco sobre suposta ameaça a Hulk em jogo do Atlético

Procuradoria decide convocar árbitro que foi alvo de polêmica ao ser acusado por atacante de ter adotado tom de intimidação em conversa

29/07/2022 20:07 / atualizado em 29/07/2022 20:33
compartilhe
Hulk reclamou de pênalti não marcado e diz ter se sentido ameaçado por Daronco
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Hulk reclamou de pênalti não marcado e diz ter se sentido ameaçado por Daronco


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva decidiu convocar o árbitro Anderson Daronco para depoimento sobre a suposta ameaça ao atacante Hulk, do Atlético. O clube entrou com 'Notícia Infração' como forma de pedir que o juiz seja denunciado por abuso de autoridade, já que o jogador relatou ter sido ameaçado ao cobrar marcação de pênalti no empate sem gols diante do São Paulo, no dia 10 de julho, no Mineirão, pela 16ª rodada do Brasileirão.

A Procuradoria pretende ouvir Daronco sobre a suposta ameaça feita a Hulk, que revelou ter se dirigido ao árbitro depois do jogo e ouvido palavras em tom de intimidação. O atacante do Galo questionou um lance em que caiu na área em disputa com o zagueiro Miranda. Depois disso, o STJD decidirá se abrirá processo ou vai arquivar o caso.
 
De acordo com o astro atleticano, o árbitro da partida o orientou a ter cuidado com as palavras nas entrevistas depois do jogo. "O que mais me surpreendeu no final foi o Daronco chegar para mim e falar: 'Cuidado com o que você vai falar lá fora'. Vai dar interpretação de cada um. Não vou julgar. Eu jurei pelos meus quatro filhos, que é o que tenho de mais importante na minha vida. Ele chegou para mim e falou: 'Cuidado com o que você vai falar depois do jogo'. Eu disse: 'Daronco, eu sou homem, o que eu vou falar, eu vou assumir', relatou Hulk, completando."Ele falou: 'Tudo bem, não é o último jogo que vou apitar seu".

Ao mesmo tempo, o Atlético entrou com Notícia Infração contra o árbitro, acusando-o de cometer quatro delitos, e espera pela análise para denúncia da Procuradoria: contuda contrária à ética, deixar de observar as regras da modalidade, abuso de autoridade e infrigir o Código de Ética e Conduta do Futebol Brasileiro. 

No último dia 18, a CBF divulgou o áudio da conversa do árbitro com os responsáveis pelo VAR. O Atlético reclama da não marcação de três penaltis no empate com o São Paulo. A entidade, no entanto, não forneceu o polêmico diálogo entre Hulk e Anderson Daronco. O clube alvinegro, na ocasião, exibiu vídeo para comprovar as declarações do atacante. 

Compartilhe