UAI

2

Otávio atribui queda de produtividade do Atlético em empate a dois fatores

Volante foi acionado como titular na vaga de Allan e elogiou atuação do Galo, mas apontou cansaço e falta de atenção como fatores decisivos negativamente

04/08/2022 07:45 / atualizado em 04/08/2022 11:33
compartilhe
Otávio avaliou positivamente a sua atuação e a do Atlético contra o Palmeiras, mas apontou fatores negativos
foto: Pedro Souza/Atlético

Otávio avaliou positivamente a sua atuação e a do Atlético contra o Palmeiras, mas apontou fatores negativos


Substituto de Allan diante do Palmeiras, o volante Otávio atribuiu a queda de produtividade do Atlético durante o empate no Mineirão, em Belo Horizonte, a dois fatores. Na avaliação do atleta, o cansaço e a falta de atenção pesaram contra o Galo no duelo de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América, nesta quarta-feira (3).
 
 

No Gigante da Pampulha, o Atlético fez um primeiro tempo exemplar. Controlou o Palmeiras, criou grandes chances, não sofreu defensivamente e abriu o placar, com Hulk.

Na segunda etapa, com gol contra de Murilo, chegou a abrir 2 a 0. Apesar disso, a equipe mineira sofreu com a queda de intensidade e cedeu empate já na reta final, com gol decisivo nos acréscimos.

Para Otávio, seria impossível manter o nível de intensidade por 90 minutos. O volante, de toda forma, pediu mais concentração ao Atlético para recuperar o nível das grandes atuações tanto na Libertadores como no Campeonato Brasileiro.

"Não é só cansaço. Claro que a gente se cansa dentro da partida com a intensidade que estava. Fazer 90 minutos com a mesma intensidade é um pouco difícil. Mas acho que faltou um pouco de atenção. A gente tem que estar mais concentrado durante os 90 minutos para sair com a vitória. Não só na Libertadores, mas também no Brasileiro, voltar com essa identidade de jogar sempre bem, com intensidade, em cima do adversário, para que eles possam saber a força do nosso elenco", analisou.

"A gente trabalhou para caramba. Focamos em todos os pontos fortes deles para que a gente não fosse surpreendido. Fomos surpreendidos onde eles são muito fortes: na bola parada. A gente vai trabalhar bem para que, no próximo jogo, a gente possa repetir um grande desempenho e não ser surpreendido nesses pequenos detalhes", completou.
 

Da euforia à frustração: fotos da torcida do Atlético diante do Palmeiras

 

Otávio faz análise individual


Na zona mista, no Mineirão, Otávio também analisou o próprio desempenho diante do Palmeiras. O volante acredita ter feito um "grande jogo", mesmo com a falha que originou a falta do lance do primeiro gol alviverde.

"Acho que fiz boa partida, dentro de tudo que a gente trabalhou, treinou e que o Cuca nos pediu. Achei que fiz um grande jogo. Infelizmente, a vitória não veio para que pudesse dar um foco maior na participação individual de cada atleta", avaliou.

Atlético e Palmeiras voltarão a se enfrentar às 21h30 da próxima quarta-feira (10), no Allianz Parque, em São Paulo. Para avançar às semifinais da Libertadores, o Galo precisará de uma vitória na capital paulista. Em caso de novo empate, a decisão ocorrerá nos pênaltis.



Compartilhe