Corinthians

SÉRIE A

Corinthians ameaça não jogar mais no Brasileiro se torcida só for liberada no Rio

Dirigente cobra permissão para todos os clubes receber público

postado em 18/09/2020 23:53 / atualizado em 19/09/2020 00:02

(Foto: Agência Corinthians)
A possível volta de público em jogos de futebol no Rio de Janeiro já virou polêmica. Depois de o prefeito Marcelo Crivella anunciar que a partida entre Flamengo e Athletico-PR contará com a presença de espectadores, foi a vez de o presidente Andrés Sanchez afirmar que o Corinthians não entrará mais em campo pelo Campeonato Brasileiro caso os outros clubes não possam ter torcida em seus jogos.

"O Corinthians só aceita a volta do público aos estádios se todos os times da Série A tiverem a mesma oportunidade, independente do estado ou cidade. Se não forem as mesmas condições pra todos não entraremos em campo", disse Andrés Sanchez por meio do Twitter.



Nesta sexta-feira, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, falou em entrevista coletiva que o duelo entre Flamengo e Athletico-PR, marcado para o dia 4 de outubro, terá 1/3 de público total liberado. Como a partida será realizada no Maracanã, cerca de 20 mil torcedores poderão presenciar o confronto.

O retorno de público ao estádio carioca ainda precisa ser autorizado pela CBF, mas a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) já divulgou que está trabalhando com a Prefeitura do Rio de Janeiro para que o jogo conte com a presença de espectadores.

Tags: corinthians torcida brasileiro estádios seriea andrés sanchez