UAI

2

'Vou guardar para o resto da vida', diz Maycon sobre vitória sobre o Boca

Volante Maycon marcou os dois gols que deram a vitória ao Corinthians sobre o Boca Junior, pela fase de grupos da Copa Libertadores

27/04/2022 11:33 / atualizado em 27/04/2022 11:33
compartilhe
Maycon está emprestado ao Corinthians pelo Shakhtar Donetsk até o final da temporada de 2022
foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Maycon está emprestado ao Corinthians pelo Shakhtar Donetsk até o final da temporada de 2022

O volante Maycon não vai se esquecer da partida da noite dessa terça-feira (26), quando, contra o Boca Juniors, conseguiu marcar os dois gols que deram a vitória ao Corinthians, na terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.



"Acho que foi uma partida que vou guardar para o resto da minha vida. A gente se doou, se entregou, a gente soube sofrer. Tenho quase 10 anos de Corinthians, sei que em determinados momentos tem que saber sofrer. O Boca é uma grande equipe, grande tradição na Libertadores, por isso foi uma vitória com autoridade", disse o meio-campista em coletiva de imprensa após o triunfo.

A equipe conseguiu se mostrar bastante intensa em campo, em uma Arena Neo Química com quase 45 mil pessoas. A postura, porém, foi bastante diferente da apresentada na derrota para o Palmeiras, no último sábado, pelo Brasileirão. O camisa 5 garantiu: a dor da torcida é, também, a dor dos jogadores.

"Quando a gente perde um clássico, sentimos muito, porque sabemos o que significa para nós e para a torcida. A gente sente o que eles sentem também, é importante frisar. Foi pesada, mas o grupo deu resposta hoje. O grupo é unido, maravilhoso de se trabalhar. Foi importante a vitória hoje, para nós e para eles também, para lavar a alma", afirmou.

Vale lembrar que Maycon está emprestado pelo Shakhtar Donetsk até o final da temporada 2022. Ele foi negociado por conta da "janela" aberta pela guerra envolvendo a Rússia e a Ucrânia. Ele aproveitou para falar de algumas características suas, tanto exploradas lá quanto aqui no Corinthians.



"No Shakhtar mais fiz a função de primeiro que segundo volante, por característica do time. Mas estou aqui para ajudar o Corinthians, qualquer posição, a comissão vai saber o melhor. Vim de um tempo como primeiro e armando mais por trás, aí tenho que mudar um pouco a característica. O clube tem que estar ciente que estou aqui para ajudar. Uma vitória assim é só com a entrega do grupo. Estou feliz. O clube é o mais importante", finalizou.

O Corinthians agora se prepara para outro jogo no Brasileirão, já no domingo, contra o Fortaleza, às 16h (de Brasília), também na Neo Química Arena. Depois, enfrenta o Deportivo Cali na Colômbia, na quarta-feira, de novo pela Libertadores.
Compartilhe