Coritiba

SÉRIE A

Palmeiras perde para o Coritiba e vê pressão aumentar sobre Luxemburgo

Alviverde sofre terceira derrota seguida, dessa vez para o Coxa

postado em 14/10/2020 20:30 / atualizado em 14/10/2020 20:48

(Foto: Coritiba/Twitter)

O Palmeiras sofreu a terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, ao ser batido pelo Coritiba, por 3 a 1, no Allianz Parque, pela 16ª rodada. O resultado pode custar o emprego do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Com mais um revés, o Palmeiras segue com 22 pontos e vê cada vez mais aumentar a distância dos líderes, enquanto o Coritiba alcança os 16 e ganha fôlego para tentar escapar dos últimos lugares.



O JOGO 

Com duas derrotas consecutivas, após ostentar 13 jogos invicto, o Palmeiras entrou em campo com o objetivo de conseguir uma bela vitória sobre o Coritiba, dono de um retrospecto de quatro jogos sem vitória e um dos times da zona de rebaixamento. Mas deu tudo errado.

Os primeiros 30 minutos de jogo foram, talvez, os piores do Palmeiras no Brasileirão. Com marcação frouxa e sem a menor inspiração, o time não agrediu o Coritiba e ainda viu o adversário dominar o meio de campo e abrir 2 a 0, com dois gols de Robson.

Visivelmente preocupado no banco, Vanderlei Luxemburgo trocou Zé Rafael e Esteves por Ramires e Willian, respectivamente, ainda no primeiro tempo. O time deu sinais de sobrevivência e os garotos realizaram uma bela jogada, na qual Patrick de Paula serviu Gabriel Verón: 2 a 1.

O últimos minutos foram agitados com um Coritiba bem distribuído em campo e que quase fez o terceiro, aos 47, mais uma vez com Robson, bloqueado desta vez por Weverton, e um Palmeiras mais ligado, rápido no ataque em busca do empate.

Luxemburgo apostou tudo no segundo tempo, ao colocar Rony no lugar do lesionado Marcos Rocha. O Palmeiras foi para o ataque, mas foi recepcionado pela valentia do Coritiba, que concentrou suas jogadas pelo lado esquerdo e levou perigo constante.

Felipe Mello recebeu o terceiro cartão amarelo, que o tira do jogo com o Fortaleza, domingo, no Ceará. O zagueiro, mais uma vez, sentiu muito a falta de Gustavo Gómez, que serviu a seleção paraguaia. O sentimento ficou mais evidente aos 19 minutos, quando Giovanni Augusto surgiu livre no meio da zaga palmeirense para fazer 3 a 1.

O desespero tomou conta do Palmeiras, que chegou a marcar com Gabriel Veron, aos 26, mas o lance foi anulado pelo VAR. A não confirmação foi como um balde de água fria nos comandados de Luxemburgo, que passaram a correr pelo gramado sem organização. A opção foram os chutes de longe e Scarpa chegou a assustar Wilson, aos 39 minutos. No lance seguinte, o goleiro do Coritiba evitou o gol de Rony.

Nos últimos minutos ficou muito claro que vários jogadores do Palmeiras não estavam se importando com o mau resultado, talvez por causa das críticas de Luxemburgo nos útlimos dias de que precisaria de reforços para o elenco. O Coritiba aproveitou, tocou a bola no campo de ataque e conseguiu sua segunda vitória longe de Curitiba.


PALMEIRAS 1 x 3 CORITIBA


PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha (Rony), Felipe Melo, Renan e Esteves (Willian), Patrick de Paula (Danilo), Gabriel Menino, Gustavo Scarpa e Zé Rafael (Ramires); Gabriel Verón e Luiz Adriano (Raphael Veiga)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORITIBA
Wilson; Natanael, Henrique Vermudt (Ramón Martínez), Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Matheus Bueno), Yan Sasse (Gabriel) e Giovanni Augusto; Robson (Mattheus) e Rodrigo Muniz (Neilton)
Técnico: Jorginho

Local: Allianz Parque, em São Paulo
Data: quarta-feira, 14 de outubro
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
GOLS: Robson, 7 e 23, Gabriel Verón, 37min do 1ºT; Giovanni Augusto, aos 19min do 2ºT
Cartões amarelos: Zé Rafael, Felipe Melo, Gabriel Verón (PAL); Yan Sasse e Sabino (COR)

Tags: palmeiras luxemburgo brasileiro seriea coritibapr