Cruzeiro

CORINTHIANS

Jair Ventura é enfático após derrota para o Cruzeiro: 'Corinthians não cai'

Técnico crê que qualidade do grupo alvinegro fará a diferença em reta final

postado em 15/11/2018 01:02 / atualizado em 15/11/2018 02:05

Juarez Rodrigues/EM D.A Press
Com 40 pontos e na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro, o Corinthians está ameaçado pelo risco de rebaixamento à Série B. Caso a Chapecoense vença o Botafogo nesta quinta-feira, às 17h, na Arena Condá, em Chapecó, a distância será encurtada de três para dois pontos, visto que o Ceará passaria a ser o 17º colocado (38). O Timão viu sua situação se complicar nesta quarta-feira, no Mineirão, onde foi derrotado pelo Cruzeiro por 1 a 0, pela 34ª rodada. Apesar do doloroso revés diante do algoz da final da Copa do Brasil, o técnico Jair Ventura cravou, em entrevista coletiva, que sua equipe não cairá à segunda divisão nacional.

“A gente sabe que o Corinthians não cai, mas essa pressão faz parte. Mas a gente sabe que não cai. Não tem chance do Corinthians cair. Não falo por mim, estou falando pela qualidade do meu grupo”, garantiu o treinador. Ao ter a ideia confrontada com números e cálculos de probabilidades, o comandante limitou-se a dizer: “O Corinthians não cai”.

Quando a coletiva caminhou no sentido de análise dos próximos jogos e sobre uma possível demissão do cargo, Jair se mostrou realista. “Não posso pensar em 2019 e deixar de fazer o melhor hoje. Seria egoísta eu pensar no ano que vem com essa situação em que estamos. Somos responsáveis por essa situação e não tem como pensar em 2019. Nem passa pela minha cabeça. É uma decisão da diretoria, estou muito focado no hoje. Foco total em 2018. Finais, decisões, jogos de responsabilidade toda nossa. Temos de fazer nosso dever de casa com o apoio da torcida, mas também buscar contra o Atlético-PR, e pensar na Chapecoense”.

Nessa quarta, assim como havia ocorrido no último sábado, no empate com o São Paulo (1 a 1), o Corinthians teve de atuar durante todo o segundo tempo com um jogador a menos. Dessa vez, Douglas levou dois cartões amarelos e consequentemente o vermelho antes do intervalo. O fato não passou despercebido por Jair Ventura.

“Triste semelhança. Jogar o jogo grande, como um clássico, hoje também, um tempo todo com um a menos atrapalha bastante, mas o Fábio fez grandes defesas. Foi muito parelho em termos de posse, finalizamos, mas não conseguimos colocar a bola para dentro, como fizemos contra o São Paulo. Lógico que fica muito mais difícil. Temos de ter o equilíbrio para terminarmos com os 11 jogadores, para ficarmos mais próximos da vitória”.

A estratégia do comandante também foi a mesma. Com a entrada de Tiaguinho no lugar de Danilo, o Corinthians melhorou sua criação e exigiu grandes defesas de Fábio, além de acertar uma bola no travessão. O problema, na visão do treinador, é que a equipe não tem começado os duelos nesse ritmo.

"A gente vem se cobrando sobre isso. De repente a gente precisa perder um companheiro, sofrer um gol, para acordar na partida. A gente fala, tem se cobrado, de conseguir iniciar a partida, ter um equilibro de jogar os 90 minutos. É uma coisa que aconteceu nos últimos dois jogos. Temos de evoluir nisso", concluiu Jair Ventura.

No sábado, o Corinthians enfrentará o Vasco, às 19h, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 35ª rodada do Brasileiro. Será um confronto direto na parte de baixo da tabela, já que os cariocas estão na 14ª colocação, com 39 pontos.

Tags: Jair Ventura Corinthians futnacional seriea interiormg cruzeiroec