Cruzeiro

CRUZEIRO

Mesmo com "desconto" do Metalist, Willian é 2ª contratação mais cara da história do Cruzeiro

Para permanência do atacante, clube celeste desembolsará 3,5 milhões de euros

postado em 27/07/2014 14:58 / atualizado em 27/07/2014 15:10

Gustavo Andrade /Superesportes , Gilmar Laignier /Superesportes

Rodrigo Clemente/EM/D.A Press

Willian tinha direitos fixados em 4 milhões de euros. Porém, durante negociação com o Metalist, o Cruzeiro conseguiu reduzir o valor a ser pago ao clube ucraniano. O acordo, finalizado nesse sábado, demandará o pagamento de 3,5 milhões de euros, divididos em sete parcelas. Ainda que tenha alcançado um “desconto”, o clube celeste fará o segundo maior investimento de sua história por um jogador.

Os 3,5 milhões de euros a serem pagos ao Metalist, em parcelas entre o mês de setembro e 2017, equivalem a R$ 10,5 milhões, na cotação atual. O preço de Willian não supera apenas o de Dedé, comprado por 5,5 milhões de euros (cerca de R$14 milhões à época). Porém, o valor pago no zagueiro foi referente a apenas 45% dos direitos econômicos.

O valor de Willian supera o desembolsado na compra de Sorín, em janeiro de 2000. O Cruzeiro pagou US$ 5,08 milhões pelo lateral argentino, o equivalente a R$ 9,4 milhões na cotação da época.

Estrelas "gratuitas"

Em algumas ocasiões na sua história, o Cruzeiro contratou jogadores de renome aproveitando boas oportunidades. Alex, Edmundo, Rincón e Rivaldo, por exemplo, tinham o passe nas mãos e vieram de graça. No ano passado, Júlio Baptista rescindiu com o Málaga e ficou livre para acertar com o clube celeste.

Investimentos modestos em 2003

A melhor temporada da história recente do Cruzeiro foi conquistada com investimentos modestos. Em 2003, quando o clube foi campeão Mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileiro, as maiores aquisições foram o lateral-direito Maurinho (R$ 1,1 milhão), o zagueiro Edu Dracena (R$ 1,8 milhão), o volante Maldonado (R$ 2,2 milhões) e o meia Martinez (R$ 2,25 milhões).

Decepções

Por diversas vezes o Cruzeiro investiu dinheiro em atletas que não deram resultado dentro de campo e também não renderam financeiramente ao clube. Na era Perrella, os casos mais emblemáticos foram Pedro Ken (R$ 3,75 milhões), Elicarlos (R$ 1,4 milhão), Reinaldo Alagoano (R$ 1,2 milhão), o atacante Rômulo (R$ 1,3 milhão), Maicosuel (R$ 1,3 milhão), Javier Reina (R$ 1,5 milhão), Wanderley (R$ 2 milhões) e Kieza (R$ 2 milhões).

As maiores contratações da história do Cruzeiro:

Dedé – 5,5 milhões de euros - US$ 7,15 milhões – R$ 14 milhões - Vasco (2013)
Willian – 3,5 milhões de euros – R$ 10,5 milhões – Metalist (2014)
Sorín – US$ 5,08 milhões – R$ 9,4 milhões – River Plate (2000)
Dagoberto – R$ 7 milhões – Internacional (2013)
Montillo – US$ 3,5 milhões – R$ 6,2 milhões – Universidad de Chile (2010)
Viveros – US$ 3,5 milhões – R$ 6,47 milhões – Deportivo Cali (2000

{'id_site': 1, 'imagem_destaque': 'ns1/app/foto_126510467054/2014/07/13/5736/20140713215938635464a.jpg', 'id_content': 2825145L, 'url': 'https://www.mg.superesportes.com.br/app/fotos/futebol/cruzeiro/2014/07/13/galeria_cruzeiro,5736/relembre-todos-os-gols-de-willian-pelo-cruzeiro.shtml', 'titulo_destaque': 'Relembre todos os gols de Willian pelo Cruzeiro', 'id_pk': 5736L, 'id_conteudo': 2825145L, 'id_aplicativo': 11, 'meta_type': 'foto', 'titulo': 'Relembre todos os gols de Willian pelo Cruzeiro', 'id_treeapp': 151, 'descricao_destaque': 'Atacante anotou 15 tentos com a camisa celeste e virou xod\xf3 da torcida', 'schema': 'foto_126510467054'}

Tags: metalist willian cruzeiro