Cruzeiro
1

CRUZEIRO

Cruzeiro lucra mais de R$ 85 milhões em vendas

Clube negociou Egídio, Nilton, Lucas Silva, Ricardo Goulart e Everton Ribeiro

postado em 26/01/2015 15:28 / atualizado em 26/01/2015 15:29

Dnipro/Divulgação Real Madrid/Divulgação Internacional/Divulgação Guangzhou/Divulgação

Depois de conquistar o Campeonato Brasileiro pela segunda vez consecutiva, o Cruzeiro viu o assédio sobre seus jogadores resultar em um “desmanche” do elenco comandado por Marcelo Oliveira. Em contrapartida às lamentações pelas saídas de alguns dos seus principais destaques, o clube contabiliza mais de R$ 85 milhões com vendas de cinco jogadores em janeiro.

Como a maioria das transações foi realizada em euros, esse valor depende da cotação do dia em que o clube receberá a quantia referente a essas vendas. Entre todas as negociações, a que rendeu maior valor aos cofres do Cruzeiro foi a de Ricardo Goulart. Pela ida do camisa 28 ao Guangzhou Evergrande, da China, o clube celeste fez acordo com investidores para ficar com 75% dos 15 milhões de euros que envolveram a transação, o equivalente a R$ 36 milhões no dia em foi finalizada a negociação.

No caso de Lucas Silva, o Cruzeiro também negociou com investidores para aumentar o valor que receberia da venda para o Real Madrid. Até então dono de 30% dos direitos econômicos, o clube fez acordo para arrecadar metade do que foi pago pelos espanhóis: 6,5 milhões de euros, ou R$ 19 milhões. Esse valor pode aumentar mais um milhão de euros se Lucas Silva se tornar titular em um período determinado em contrato.

Já a negociação de Everton Ribeiro envolveu os 60% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro. Por esse percentual, o Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, desembolsará 9 milhões de euros, o equivalente a R$ 26,3 milhões.

Outro titular que deixou a Toca da Raposa, o lateral-esquerdo Egídio não pertencia ao Cruzeiro. Na negociação com o Dnipro, da Ucrânia, o clube recebeu uma “taxa de vitrine” e o valor não foi divulgado oficialmente. Segundo empresários envolvidos na transação, a quantia total paga pelo clube ucraniano foi inferior a 3 milhões de euros.

No mercado nacional, o Cruzeiro negociou Nilton com o Inter. O clube gaúcho teve duas ofertas rejeitadas pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares, mas insistiu na transação. Embora a diretoria cruzeirense não divulgue os valores do negócio, membros da cúpula do Colorado informam que a compra do volante envolveu R$ 4 milhões.

Outros quatro jogadores deixaram a Toca da Raposa desde a última temporada, mas sem envolver vendas. Saíram o lateral-esquerdo Samudio, o meia Marlone e os atacantes Marcelo Moreno e Borges.

Os valores recebidos pelo Cruzeiro com vendas de atletas em janeiro:

Ricardo Goulart: 11,25 milhões de euros
Everton Ribeiro: 9 milhões de euros
Lucas Silva: 6,5 milhões de euros
Nilton: R$ 4 milhões
Egídio: valor de “vitrine” não divulgado

Tags: nilton egídio negociações vendas cruzeiro ricardo goulart everton ribeiro lucas silva