Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro faz acordo com investidores e ficará com 75% da venda de Goulart ao Guangzhou

Reunião nesta quinta selou acordo e time celeste receberá cerca de R$36 milhões

postado em 15/01/2015 15:41 / atualizado em 15/01/2015 17:31

Divulgação/Guangzhou Evergrande
Uma reunião de quatro horas, na tarde desta quinta-feira, na sede do Cruzeiro, no Barro Preto, resolveu o imbróglio sobre os direitos econômicos de Ricardo Goulart. Nessa terça, o Superesportes explicou o impasse que está na Justiça desde 2013. O time celeste ficará com cerca de R$36 milhões, equivalente a 75% da venda do meia-atacante ao Guangzhou Evergrande, da China. O acordo será assinado nesta sexta-feira. A venda de Goulart foi finalizada por 15 milhões de euros (R$48 milhões).

A reportagem apurou que o Cruzeiro se propôs a pagar o valor (reajustado) que não foi depositado na época da transferência, em 2013 – 50% de 2 milhões de euros – para ficar com mais 25% do valor da venda do meia-atacante ao futebol chinês. Assim, o clube celeste ficará com 75% do valor final da negociação, cerca de R$36 milhões, e os investidores com a garantia de que receberão 25% do montante – aproximadamente R$12 milhões, além do valor reajustado pela transação em 2013.

Participaram da reunião o principal investidor, Higor Fernandes, empresário de Taubaté e então dono de 45% dos direitos de Goulart, acompanhado de seu advogado, Aldoni Kuler, além de Cláudio Cruz, representante da Sport Base, empresa que tinha 5% do meia-atacante. Higor e a Sport base movimentam, juntos, os 50%. O presidente Gilvan de Pinho Tavares representou o Cruzeiro.

Depois de uma negociação rápida, o Guangzhou Evergrande anunciou, por meio de seu site oficial, a contratação de Ricardo Goulart nessa terça-feira. Foram desembolsados 15 milhões de euros pelo “Rambo Azul”, conforme descreveram os chineses. Aos 23 anos, Goulart se valorizou com a camisa do Cruzeiro. Em dois anos de clube, ele foi bicampeão brasileiro e chegou à Seleção Brasileira. Em 106 partidas com o uniforme celeste, o meia marcou 38 gols.

Tags: econômicos direitos investimento acordo transferência Ricardo Goulart