Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro consegue decisão favorável em 'caso Riascos', e jogador fica impedido de se transferir

Riascos fica impossibilitado de defender outro time até que mérito seja julgado

postado em 24/11/2016 16:15 / atualizado em 24/11/2016 16:35

EM DA PRESS
O “caso Riascos” ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira. Em comunicado no site oficial, o Cruzeiro informou que conseguiu a cassação da liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho (3ª Região) que autorizava o jogador colombiano a se transferir para outro clube ainda na temporada 2016.

O diretor jurídico do clube, Fabiano de Oliveira Costa, deu detalhes da situação. “Foi uma grande vitória do Cruzeiro em relação a uma quebra de contrato que está sendo pleiteada. O que demonstra que o poder judiciário está muito atento às incorreções e a nova aplicação da lei, ao abuso do direito de postular do atleta que não respeita contrato”.

Com a anulação da liminar obtida em setembro, Riascos fica impossibilitado de defender outro clube até que o mérito da ação seja julgado em maio de 2017.

Entenda o caso


Momentos após a derrota do Cruzeiro por 2 a 0 para o Fluminense, no dia 17 de julho, Riascos deu uma declaração que gerou grande polêmica. “Não está normal. Não estou feliz com isso que está acontecendo. Tem que encontrar uma solução, porque não pode tirar minha felicidade para jogar essa merda aqui”, disse, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Ainda no vestiário, o colombiano foi afastado pela diretoria do Cruzeiro. A partir daí, a disputa foi para a Justiça. Riascos cobrou R$ 5.148.129,08 do clube em processo por danos morais.

Antes dessa briga nos tribunais, o atacante negociava com o Cruzeiro a rescisão contratual. O colombiano chegou a oferecer 800 mil dólares para deixar a Toca da Raposa. Na ocasião, o presidente Gilvan de Pinho Tavares recusou a proposta e fez questão de manter o atleta no elenco.

Tags: justiça cruzeiro riascos interiormg futnacional seriea