Cruzeiro

CRUZEIRO

Quem sobe? Cruzeiro traça planos para jogadores da base no elenco principal

Diretoria e comissão vão definir quais atletas serão promovidos em 2018

postado em 14/12/2017 19:17 / atualizado em 14/12/2017 19:43

Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Ao mesmo tempo em que procura reforços experientes para o time que disputará a Copa Libertadores em 2018 – casos do lateral-esquerdo Egídio (ex-Palmeiras), do volante Bruno Silva (Botafogo) e do atacante Fernandão (Fenerbahçe da Turquia) –, o Cruzeiro avalia a possibilidade de aproveitar jogadores oriundos das categorias de base. Em breve, comissão técnica e diretoria celeste devem anunciar os atletas que serão promovidos no ano que vem.

Dos jovens campeões do Campeonato Brasileiro e da Supercopa Sub-20, o lateral-esquerdo Victor Luiz, o volante Eduardo e os meias Nickson e Thonny Anderson são nascidos em 1997 e vão “estourar” a idade em 2018. O atacante Jonata, com os direitos econômicos ligados ao CRB, chegou a ser testado no profissional, mas não deve ser adquirido pela Raposa. Outro com situação indefinida é o zagueiro Patrick, que disputou a Série C de 2017 pelo Tupi (marcou um gol em 14 partidas). O meia-atacante Rick Sena está emprestado ao Marítimo-POR até o encerramento da temporada europeia.

Antes de entrar em férias, o técnico Mano Menezes comentou, em entrevista na Toca II, quais seriam as condições de utilização das pratas da casa. Segundo o comandante, os jogadores que ainda tiverem mais um ano de juniores – casos do goleiro Vitor Eudes e do volante Vander (nascidos em 1998) – permanecerão na base e só serão acionados numa situação de emergência.

"A gente não incha muito porque eu penso que desqualifica o grupo de trabalho. Vamos trabalhar num número próximo ao que trabalhamos este ano. Teremos, novamente, um percentual de jovens que estão subindo e se confirmando, porque entendo que o Cruzeiro deve abrir o espaço para esses jogadores, principalmente pelo trabalho de base que o Cruzeiro tem. Então encerramos o ano de forma muito vencedora, inclusive. Vai beirar o que fizemos este ano. Quando tivemos alguma necessidade ou emergência, podemos nos socorrer com jogadores do sub-20 que ainda vão permanecer lá e têm idade para isso. Queremos direcionar bem os investimentos que vamos fazer. A economia se faz aí. É preciso ter um poder de negociação maior, especificamente para alguns jogadores que teremos concorrência no mercado".

Já os jovens nascidos em 1997 farão parte do grupo principal mediante necessidade da comissão técnica. “Nós temos alguns jogadores que estão estourando a idade, como se diz na gíria do futebol. Entre eles nós vamos fazer as nossas escolhas”, frisou Mano Menezes. “Vamos escolher conforme as carências que temos e, claro, analisaremos o potencial do jogador também”, completou.

Vale ressaltar que o zagueiro Arthur e o volante Nonoca teriam condições de disputar mais um ano no sub-20, mas, a princípio, permanecerão no grupo profissional. O primeiro, de 18 anos (1999), fez quatro partidas este ano. O segundo, de 19 (1998), entrou em campo nove vezes. O zagueiro Murilo, de 20 (1997), encerrou a temporada como titular e contabilizou 32 aparições pelo time. Mais experientes, os goleiros Rafael e Lucas França, o volante Lucas Silva, os meias Alisson, Alex e Elber e os atacantes Judivan e Raniel também passaram pela base cruzeirense.

Tags: Mano Menezes raposa cruzeiro jovens base seriea interiormg futnacional